Válvula termostática faz o que?

Válvula termostática é um dos componentes responsáveis pelo resfriamento e aquecimento do motor, ou seja, faz parte do sistema de arrefecimento.

O sistema de arrefecimento tem por objetivo, o controle da temperatura da água no reservatório, bem como, da temperatura interna do motor.

Como resultado, o sistema de arrefecimento, além de evitar o superaquecimento, garante o máximo desempenho ao veículo.

Consequências do superaquecimento

• Se acaso, o veículo atingir temperatura elevada, o motor pode fundir, afetando cabeçote, pistões, e outras peças;

• Sem dúvida, o estrago será grande e caro!

 

Componentes do sistema de arrefecimento

• Fazem parte do sistema de arrefecimento além da válvula termostática, o injetor d’água, radiador, ventoinha (ventilador ou eletro ventilador), mangueira, reservatório de água, termo interruptor, e os sensores de temperatura.

 

Durabilidade da válvula termostática

• Apesar, da válvula termostática ser produzida com aço e cera derivada de petróleo, depois de algum tempo, pode deixar de cumprir sua função, devido a variação da temperatura;

• Mesmo que, não exista uma quilometragem definida para troca preventiva, o ideal, é que seja substituída a cada 30 mil km rodados; Se bem que, pode variar conforme modelo e fabricante;

• Além de manter a temperatura ideal no motor, ajuda a diminuir o consumo de combustível e as emissões de gases poluentes;

Como funciona a válvula termostática

• A válvula termostática, permite ou interrompe de forma gradativa a comunicação entre o motor e, o radiador, através de um mecanismo com cera expansiva;

• A cera pode ser sensível ao calor do líquido de arrefecimento, ou, quando for válvulas termostáticas eletrônicas, aquecida por uma resistência elétrica;

• Quando o motor está frio, a válvula bloqueia o fluxo dentro das galerias de arrefecimento do motor;

• Dessa maneira, o líquido absorve o calor gerado pelas câmaras de combustão, levando o motor a atingir a temperatura ideal;

• Quando atinge a temperatura mínima, a válvula termostática abre, permitindo a troca de fluidos entre o radiador, frio e, o bloco do motor, quente;

• Em resumo, o resultado da mistura é um líquido a uma temperatura constante e, controlada no interior do bloco do motor;

 

Motor Flex

• Motores alimentados por injeção eletrônica e no sistema flex quando abastecidos só com etanol, necessitam de misturas mais ricas para um bom desempenho;

• Além disso, aumentam o consumo e a emissão de poluentes, por isso, é bom misturar com a gasolina;

Como prevenir o superaquecimento

• Uma simples atitude, pode fazer a diferença entre manter o motor saudável, ou provocar danos dispendiosos, como fundir o motor!

• Tal atitude pode ser feita a cada 15 dias, desde que o carro não esteja já com problemas, senão, é ficar atento diariamente;

• Trata-se de verificar o nível da água no reservatório, é a melhor maneira de evitar problemas com a temperatura elevada;

• O reservatório deve ser abastecido com aditivo específico e, quando abaixo do nível, completado com água desmineralizada, ou, filtrada;

 

Atenção

• Utilize somente aditivos corretos, senão, pode danificar a válvula termostática;

• Jamais utilize outros tipos de líquidos, como por exemplo, de chuva, visto que provavelmente, está impregnada de resíduos;

• É importante manter o sistema de arrefecimento no nível;

• As tampas do radiador e do reservatório devem estar vedando perfeitamente, senão, providencie a troca;

O que pode causar o superaquecimento?

Uma vez que, embora esteja atento ao nível da água no reservatório, e perceba que sempre está baixo, é hora de levar a mecânica.

Nesse caso, as causas podem ser várias. Confira o que pode causar superaquecimento do motor:

• Nível baixo por vazamentos na mangueira;
• Reservatório rachado;
• Galerias de arrefecimento do bloco do motor entupidas;
• Radiador entupido externa ou internamente;
• Radiador rachado;
• Falta de pressurização no sistema de arrefecimento;
• Correia de injeção d’água frouxa ou quebrada;
• Defeito no injetor d’água;
• Falha na ventilação do radiador, devido a ventoinha queimada;

Em outras palavras, a válvula termostática, pode nem sempre ser a única vilã, no superaquecimento do veículo.

Porém, mesmo não sendo a fonte, os problemas apontados acima, podem trazer consequências graves ao motor.

Portanto, tenha o hábito, de assim, como checa o nível do óleo a cada 15 dias, de verificar o nível da água no reservatório. E caso perceba que o nível está baixando rápido demais, não demore para levar ao auto center para avaliação de um profissional.

Vale esclarecer, quando estiver dirigindo, notar que o ponteiro da temperatura atingiu o vermelho, pare de imediato, e solicite um guincho!

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Share This