Por que motos a diesel não são fabricadas?

Por que motos a diesel não são fabricadas?

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Embora o diesel seja um dos combustíveis que está com os dias contados. Pois está sendo proibido em várias partes do mundo. Vale esclarecer por que motos a diesel não são fabricadas. Já que sempre foi utilizado por boa parte de ônibus e caminhões como acontece até hoje.

Peso do motor

Uma das explicações de terem sido fabricadas poucas motos a diesel é devido as limitações mecânicas. Diferentes quando movidas a gasolina. Como por exemplo o peso do motor.

Os carros fabricados ao longo dos anos movidos a diesel geralmente são no modelo de pickups. Ou caminhonetes como preferir. O peso do motor é compatível ao combustível utilizado. Mas, quando se trata de motos pode representar um grande problema.

Na verdade somente os modelos de motos potentes e grandes é que suportariam esse tipo de motor. Visto que algumas motos a diesel podem pesar mais de 300 kg. O dobro e mais um pouco de uma moto 125cc. Não compensaria produzir em larga escala já que é apreciada por poucos.

Problemas com motos a diesel

As motos a diesel podem apresentar outros problemas como o superaquecimento do motor. Devido à proximidade do motor ao corpo do piloto pode causar acidentes sérios durante o trajeto. Como a vibração excessiva que pode causar instabilidade na moto. Fazendo que o piloto exerça muita força para manter o controle na pista.

Fabricante holandesa de motos a diesel

Poucos fabricantes se arriscam a produzir modelos de motos a diesel como a holandesa Track Diesel Motorcycles. Dona da Track T-800 que pesa 225 kg. Tem um tanque com capacidade para 19L, e mesmo sendo potente é econômica, faz 30 km/L.

Claro, que embora uma moto como esta seja promissora no quesito economia. Pelo fato de ser a diesel não é produzida em larga escala mesmo no país de origem. E muito menos é permitida aqui no Brasil devido a legislação vigente.

Diesel proibido no Brasil

Aliás, no Brasil para quem não sabe, desde 1970 é proibido a circulação de motos e veículos de passeio movidos a diesel. Não devido ser um dos combustíveis mais poluentes de todos. E sim pelo preço alto do petróleo na época. Já que para produzir o diesel era necessário uma quantidade de petróleo maior do que utilizada para a produção da gasolina.

Por essas razões, no Brasil o diesel acabou sendo utilizado somente para alimentar a frota de ônibus e veículos de cargas.

Diesel x Álcool

Como houve proibição na circulação e fabricação de carros e motos a diesel, a questão alavancou o programa do governo chamado Pro Álcool. Que estimulava a utilização de álcool como combustível a preço baixo. Além de não emitir a mesma poluição que o diesel.

Menos poluentes

Com o avanço da tecnologia as emissões de poluentes caíram muito em relação há 20 anos quando o enxofre encontrado no diesel era de 13.000 partes por milhão. Hoje passou para 10, significa que os veículos estão menos poluentes devido a tecnologia na fabricação destes e também pela qualidade dos combustíveis.

Fique sempre atento ao desempenho da moto ou carro, e apresentando engasgos, abasteça em outros postos de serviços e de bandeiras confiáveis.

inscreva-se no youtube

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Liberação de veículos leves a diesel, o projeto que gerou polêmica

Liberação de veículos leves a diesel, o projeto que gerou polêmica

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Qual o projeto está gerando polêmica?

O projeto que libera veículos leves a diesel no Brasil gera polêmica! Trata-se do Projeto de Lei 1013/11 que está em discussão desde 2011, ano em que foi apreciado pela 1 ª vez, arquivado em 2014, e em 2015 voltou a pauta, e até o momento não foi aprovado.

O objetivo principal é que esse projeto libere a venda e a fabricação de veículos automotivos de uso misto movidos a óleo diesel no transporte de cargas e passageiros com peso superior a uma tonelada, pois, o Brasil tem autonomia suficiente na produção de petróleo, mesmo assim, proíbe o uso de óleo diesel como combustível em veículos de menor motorização e menor capacidade de carga.

No ano passado o projeto teve uma emenda acrescida com a finalidade de alterar o texto para liberar a fabricação e a comercialização no país, desde que os padrões de qualidade do ar que foram estipulados pelo Poder Executivo fossem seriamente cumpridos.

carros a diesel

Em Novembro de 2016 o projeto que libera veículos leves a diesel no Brasil nem chegou a entrar em votação e foi cancelado novamente, visto que a discordância está no provável aumento da poluição que pode ser causado pelo uso do diesel como combustível em veículos leves, mesmo que estejam nos limites aceitáveis!

A discussão que está sendo levantado no projeto que libera veículos leves a diesel no Brasil, é de que o país não teria como assumir os compromissos climáticos estabelecidos durante a 21ª Conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas na COP-21, e em Marrakech, na COP 22.

O compromisso é que até 2020, os países implantem políticas climáticas para alcançar resultados satisfatórios, ou seja, o Brasil assumiu o compromisso de reduzir as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) em 37% abaixo dos níveis até 2025 em relação a 2005, já em 2030, o índice é de 43% em relação aos níveis de 2005, além disso, tem o objetivo de aumentar a participação dos biocombustíveis no país, elevando a parcela de biodiesel na mistura do diesel.

liberação dos carros a diesel

Fonte: www.matel.com.br acessado em 08/03/2017 ” VALE A PENA COMPRAR UM CARRO A DIESEL? ”

O uso do diesel para carros de passeio é proibido no Brasil desde 1994, por razões econômicas, pois, na época foi levado em consideração o possível aumento das despesas com o setor de transportes, já que se tratava de um combustível importado e subsidiado para uso em ônibus e caminhões, mas, graças a nova realidade na produção de petróleo no país, alguns deputados acreditam que há novas possibilidades econômicas com a sua liberação.

No entanto, mesmo com a mudança a favor a liberação de veículos leves a diesel no Brasil gera polêmica devido ser considerado um dos combustíveis mais poluentes de automóveis. Interessante dizer que enquanto isso, a Alemanha aprovou uma resolução para banir os carros movidos a gasolina e a diesel até 2030, conforme orientações contidas no relatório “Mobilizando o Transporte Sustentável pelo Desenvolvimento”, das Nações Unidas.

Neste relatório existem 10 orientações para os países seguirem até 2030, como a sugestão de eletrificação de veículos para transporte de curta distância e de passageiros, por isso, também Paris, Cidade do México, Madri e Atenas, cidades do C40, anunciaram o compromisso de remover das ruas todos os veículos a diesel até 2025, a fim de minimizar a poluição do ar.

Carros poluição

Fonte: www.jornaleconomico.sapo.pt acessado em 08/03/2017 ” Oslo proíbe veículo diesel no centro da cidade ”

Para entender melhor o problema de liberar veículos leves a diesel no Brasil, conforme o Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas por Veículos Automotores Rodoviários de 2013, entre os veículos leves, o diesel emitiu 2,603 kg/L de CO2 em 2012, contra 2,212 kg/L da gasolina automotiva, além de emitir 31 vezes mais óxidos de nitrogênio (NOx) e 18 vezes mais material particulado (MP) do que a gasolina, poluentes altamente nocivos à saúde, ligados ao câncer, a problemas respiratórios, cardíacos e outros.

A conclusão que se pode chegar nesse assunto polêmico, é que o Brasil aprovando a venda e fabricação de veículos leves a diesel pode representar um retrocesso na questão meio ambiente e poluição, por isso, merece debates e outros pontos a favor, que justifiquem tal atitude

Entendendo melhor:

Sem esse projeto aprovado, um estudo divulgado em 2013 pelo Banco Mundial, mostrou que o Brasil teve 62,2 mil mortes prematuras devido à exposição prolongada das pessoas à poluição do ar, o que gerou US$ 4,9 bilhões em produtividade perdida. Que dirá então, com outro poluente muito mais poderoso.

inscreva-se no youtube

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.