Escolha uma Página
Quando um Acidente de Moto da perda Total?

Quando um Acidente de Moto da perda Total?

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Sempre que se fala em motocicleta assegurada, pode dar a falsa sensação de tranquilidade. Isto, porque, quando acontece um acidente mais grave, desde que não envolva óbito é claro, o motociclista pode pensar que vai ficar no lucro! Que a seguradora vai dar outra moto novinha! Só que não é bem assim! Na realidade, é feito uma verificação em cima do acidente que pode frustrar muita gente! Por isso, é bom estar bom por dentro do assunto, para saber quando um acidente de moto dá perda total realmente!

Esse critério para perda total o conhecido PT., é válido também para os carros. Confiram:

O critério para dar PT deve constar nas cláusulas contratuais na parte Condições Gerais da documentação do seguro da moto. Geralmente a mais comum, é o “critério dos 75%”, que significa que no caso dos danos ocasionados no acidente forem iguais ou superiores a 75% do valor da moto, deverá ser considerado perda total!

Quando é considerado que a moto atingiu 75% em danos

• Todo veículo segurado que sofre o sinistro deve ser levado a oficina conveniada para um orçamento do reparo e, da troca necessárias de peças;

• Quando o assegurado leva na oficina de sua escolha já é mais complicado. O orçamento feito é enviado para a seguradora analisar e aprovar;

• Caso após a análise seja aprovado, o valor do orçamento é comparado com o valor da moto na tabela FIPE;

• Caso o orçamento da oficina represente 75% ou mais da Tabela FIPE do mês, será considerado perda total com indenização integral;

moto atingiu 75 porcento de dano

Veja um exemplo para entender melhor:

• Houve uma colisão entre moto e carro. O seguro do motorista do carro foi acionado e, o guincho removeu ambos para oficina de escolha do segurado;

• Nesta oficina, o orçamento de reparo da moto ficou em R$ 10.000,00. A seguradora avaliou e, aprovou este orçamento;

• Conforme consulta na tabela FIPE o valor da moto está em R$ 25.000,00;

• Então, é feito a conta de 10.000 dividido por 25.000. O resultado é 40%. Infelizmente nesse caso, como 40% é menor que 75%, não é considerado perda total e, sim perda parcial. Dessa maneira a moto pode ser reparada mediante pagamento da franquia obrigatória;

Todo contrato de seguro é feito com 75%?

• Normalmente as seguradoras que respeitam a norma da Susep, trabalham com 75%, mas, existem seguradoras que trabalham com critérios diferentes. De qualquer forma, não pode ser superior a 75%, ou seja, a seguradora poderá trabalhar com critérios menores que 75%, mas nunca superiores conforme Circular SUSEP nº 269.

contrato de seguro e feito com 75 porcento de dano

Diferença em ser atendido como terceiro e não segurado

• Quando o proprietário da moto que sofreu o sinistro for atendido por meio do seguro do outro carro envolvido no acidente, é considerado como terceiro e, não como segurado. Esse fato é importante pois o contrato de seguro (apólice) é feito entre segurado e seguradora e, portanto, as cláusulas contratuais valem somente entre essas partes.

• Quer dizer que o critério de 75% é uma cláusula entre segurado e seguradora, não sendo obrigatoriamente extensivo a terceiros. Essa cláusula refere-se a cobertura de terceiros a qual garante apenas que a seguradora cobrirá danos materiais causados pelo segurado, desde que ele tenha sido causador e, assuma a culpa. Não estabelece regras sobre o percentual de critério para perda total.

• Por essa razão o critério de 75% não é válido para terceiros. A seguradora e, o terceiro, podem entrar num acordo que agrade ambos os lados.

• Inclusive, quando acontecem casos como esses, a seguradora pode propor perda total para danos abaixo de 75%. Assim, será o proprietário/ terceiro é que vai dizer se se aceita ou não.

• Não é permitido usar critérios superiores a 75% de danos para perda total mesmo de terceiros. É considerado prática abusiva, podendo denunciar na SUSEP.

atendido como terceiro e não segurado

Qual o valor da indenização integral

• O valor da indenização integral quando dá perda total, é conforme o percentual contratado da Tabela FIPE. Caso tenha sido contratado 100%, recebe o valor integral da Tabela FIPE no mês da liberação do pagamento. Se tiver contratado 90%, receberá este percentual sobre a Tabela FIPE.

• Caso tenha sido contratado um valor fixo e não percentual da Tabela FIPE, será pago o valor fixo estipulado na apólice, ou seja, o valor de cobertura combinado.

Vale esclarecer que não há cobranças de franquias quando a moto dá perda total!

youtube logo 2e4rodas

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Quais as roupas para andar e viajar de moto?

Quais as roupas para andar e viajar de moto?

Quais as roupas para andar e viajar de moto? Hoje em dia existem no mercado, vários tipos de roupas para motociclistas, importante é sempre imaginar, que acima de tudo 1º vem a segurança, por isso, as roupas precisam ser na maior parte das vezes reforçadas, afim, de estar em condições adequadas, para o tipo de tráfego que o motociclista está no momento.

Tecidos das Roupas de Motociclistas

Atualmente existem dois tipos de tecidos que são feitos as roupas dos motociclistas, e até alguns acessórios, o couro e a cordura.

Roupas de Couro

O mais resistente e também o mais caro é o couro, feito a partir da pele de animais, muito utilizado na confecção de sapatos, cintos, carteiras, bolsas, malas, pastas, casacos, chapéu, e várias outras criações.

Roupas de Cordura

Já a Cordura que ficou mais conhecida pelo nome de náilon, tem no mercado vários produtos fabricados com essa matéria-prima, utilizada pela empresa Dupont, para a fabricação de bagagens, mochilas, botas, devido a durabilidade, além de ser resistente à abrasão, cortes, ou rasgos, qualidades obrigatórias para as vestimentas dos motoqueiros.

Como evitar o Ressecamento do Couro

Artigos de vestuário como jaquetas, casacos, luvas, e botas tudo em couro, precisando ser hidratados, senão ressecam, podem rachar, e esses produtos caros, acabam sendo descartados, mas, a solução além de simples é barata, é só passar nas peças, hidratante para o corpo, ou ainda, óleo infantil Johnson, com um chumaço de algodão, e deixar secar a sombra, o couro volta a ser maleável e fica cheiroso, livre de bolor.

Como escolher a Roupa para Pilotar

A roupa do motoqueiro deve ser adequada ao tipo de pista em que ele está pilotando, vale lembrar que a maior segurança do motociclista está nas vestes, e em casos de tombos ou quedas, fracas ou até mais intensas, a roupa sendo resistente e acompanhada do uso de acessórios adequados, como caneleiras, protetores de coluna, de cotovelo, e de costelas, ajudam o motociclista a sofrer o mínimo de escoriações possíveis no corpo.

Que tipo de Roupa usar para fazer Trilha

Convém lembrar que ao pilotar em baixas velocidades não é necessário usar roupas muito pesadas como por exemplo ao praticar trilha, esse tipo de roupa deve ser leve e ao mesmo tempo folgada, para que haja circulação do ar para uma maior proteção quando houver um impacto, essas roupas são feitas para rasgarem devido a tombos, mas, o motociclista estará protegido pelo uso de seus acessórios.

[email protected]

Roupas para os dias de Chuvas Fracas

Para os dias de chuvas fracas a melhor opção de roupa para motociclistas são fabricadas com o tecido Cordura, como jaquetas e calças que tem forração interna, além, das proteções embutidas auxiliando ainda a proteção contra o frio e o calor, permitindo inclusive a ventilação.

Roupas para os dias de Chuvas Fortes

Já para dias de chuvas mais contínuas, ou intensas, pode ser também utilizadas as roupas de Cordura, mas, desde que tenham recebido tratamento impermeável, as roupas podem ter a mesma aparência, mas, são para diferentes finalidades, portanto antes de comprar pesquise qual mais é interessante para seu uso.

Botas em Couro de Cano Alto

Na hora de pilotar a moto, o calçado mais seguro sem dúvida, são as botas em couro, mesmo andando em pequenos trajetos não é aconselhável usar para pilotar meia bota, tênis, sapatos com cadarços, chinelos de nenhum tipo, nem mocassins, já que qualquer um deles pode fazer você escorregar o pé, perder o equilíbrio e o tombo será inevitável.

Luvas de Couro Cano Longo

As luvas podem ser em couro, ou de Cordura, mas, devem ser fechadas, e de punho longo, pois, protegem a mão e até o antebraço em caso de quedas, escolha uma que deixe os dedos se movimentarem livremente, e para não ficar com odor desagradável nas mãos, coloque talco dentro delas antes de vesti-las.

Capacete só com selo INMETRO

É claro, que não adianta todo esse aparato de segurança, se o motoqueiro, tem o costume de andar com a capacete levantado devido ao calor, este é o item nº 1 para a preservação da vida dele, o capacete deve ficar preso pela cinta jugular sem folga, ser de boa marca e procedência, e com o selo do INMETRO.

Acessórios Necessários para a Segurança do Motociclista

Todos esses cuidados são poucos para o motociclista, já que é o corpo dele que se propaga ao chão, e se estiver bem protegido, além do capacete, roupas grossas, luvas, botas, e ainda, com caneleiras, cotoveleiras e com protetores de coluna, o tombo pode não ser evitado, mas, escoriações e machucados mais sérios, com certeza, podem ser evitados.

Post Relacionado

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

roupa para andar e viajar de moto,
equipamento para moto,
roupa para motociclista,
capacete,
INMETRO,
2e4rodas,

-#roupaparaandareviajardemoto
-#equipamentoparamoto
-#roupaparamotociclista
-#capacete
-#INMETRO
-#2e4rodas

Quando avisar sobre blitz? Você é Amigo ou cúmplice?

Quando avisar sobre blitz? Você é Amigo ou cúmplice?

Ironia que acontece na nossa sociedade. Reclamamos a falta de fiscalização contra maus motoristas, mas formamos grupos para avisar sobre blitz. Exigimos penas de morte para quem dirige bêbado e mata pessoas, mas procuramos saber se haverá blitz no caminho do bar ou da festa. Este tipo de comportamento não condiz com os tempos atuais.

Usamos como exemplos os inabaláveis, os redimidos e os reintegrados, não nascidos santos. Daí ser inaceitável e injustificável qualquer desculpa para divulgar uma blitz. As desculpas são as mais esfarrapadas possíveis: ajudar a um amigo que bebeu, ajudar um amigo que esqueceu seus documentos, ajudar a um amigo que não pagou o licenciamento, ajudar ao amigo que está sem grana e por isso não pode pagar o licenciamento, enfim, uma série de desculpas para justificar o samaritaníssimo de avisar sobre blitz.

Quando você pensa ser um bom samaritano, está sendo na realidade um fariseu e por isso iguala-se aos marginais. Deixa, portanto, a categoria dos eticamente corretos e passa a ser do time dos potencialmente corruptos, tão semelhante quanto, os réus da lava-jato. Crime é crime, não importa o tamanho ou a gravidade. A gravidade ou o requinte de perversidade e ainda, a motivação determinam o tamanho da pena; apenas. E você, neste caso, passa a ser pelo menos cúmplice.

Quando trato de cumplicidade afirmo que ao avisar sobre blitz você ajuda ao bandido que está na rua tentando praticar um assalto – que pode ser contra você ou contra o mesmo amigo que você tenta avisar da blitz. Ajuda ao bandido que está transportando droga a abastecer o ponto de venda. Ajuda a quem carrega armas no carro a praticar crimes e produzir balas perdidas. Ajuda ao bêbado que poderá esmagar um parente seu contra um muro. Ajuda aquele que não tem habilitação a produzir um acidente onde um motociclista será o próximo amputado no trânsito. Avisar sobre blitz tem este lado, também.

O propinoduto que você ajuda a alimentar

Uma argumentação que muitos falam é a indústria das propinas. A polícia pede propina para livrar você de uma multa ou de uma infração grave. Mas eu te pergunto: – Se você estiver correto, seu veículo em dia, você motociclista equipado, respeitando a sinalização e as regras da via, quais serão as chances de você vir a ser multado?

Vamos a outro tipo de situação. Agora é você que está com documentação errada ou bebeu. Ai oferece propina ou recebe uma proposta da polícia para dar o “jantar” deles. Neste momento você além de criminoso será um corruptor, digno de estar num acordo de delação premiada da Lava-Jato e a estar também em frente ao juiz Moro. Imagina o que seus amigos irão dizer de você se o encontrarem numa passeata de manifestação contra a corrupção e a favor do impeachment da presidente? O cara corrompe e paga propina para livrar a cara e está numa passeata contra a corrupção. Fariseu, fariseu! Para dar certo, este país deve ser, não apenas da boca para fora, mas do coração para dentro.

[email protected]

Faça o sua parte

Se você fizer a sua parte, dificilmente será pego de surpresa. Se errar, pague pelos seus erros. Não dê propina e não divulgue blitz. O Brasil melhora se o DNA do brasileiro melhorar. Somos um povo solidário, mas permissivo quando se trata de nós mesmos; de nossos interesses. Carregamos no nosso DNA uma herança dos milhares de aproveitadores que foram enviados a este país para pagar pelas suas penas e aqui só encontraram a impunidade. Estes aproveitadores e criminosos proliferaram e com a ajuda dos governantes criaram toda essa capa de corrupção que cobre todo este país.

Não avise sobre blitz

Quer ser útil? Crie um grupo de WhatsApp para lembrar seus amigos dos pequenos esquecimentos que podem resultar em multas. Busque um convênio com taxistas e crie um grupo chamado Bêbado-Entrega. E se seu amigo está sem grana para pagar o licenciamento ajude-o pagando o emplacamento em vez de avisar sobre blitz. Ajudando-o você será solidário e amigo. Avisando sobre blitz você será cúmplice.

Texto e imagens: Luís Sucupira

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chaves

como saber se fui multado na blitz,
blitz na rua,
como funciona uma blitz,
quando avisar sobre blitz,
abordagem policial,

-#comosabersefuimultadonablitz
-#blitznarua
-#comofuncionaumablitz
-#quandoavisarsobreblitz
-#abordagempolicial

A primeira viagem registrada de moto do Brasil

A primeira viagem registrada de moto do Brasil

Uma nota no jornal Diário dos Campos sobre a primeira viagem de moto, datado de 23 de agosto de 1923, diz o seguinte: “Hoje, às seis horas da manhã, partiram desta cidade, em motocicleta, com destino a Antonina, os jovens Ricardo Wagner e Afonso Lange”. Poucos imaginavam que este era o registro de um feito inédito no Brasil.

Utilizando uma Harley-Davidson 16-F e uma Indian Scout, os dois jovens aventureiros, naturais de Ponta Grossa, no Paraná, embarcaram em uma viagem de mais de 200 quilômetros, saindo da cidade natal, passando por Curitiba e terminando em Antonia – para depois refazer todo o trecho na volta.

O que hoje não parece ser nada tão ameaçador na década de 20 era uma verdadeira odisseia: a falta de estradas asfaltadas e de estrutura rodoviária faziam com que tudo fosse extremamente difícil. As baixas velocidades também contribuíram para que a viagem durasse quatro dias: dois de ida, dois de volta.

Estradas de terra e o “rio de pedra”

Afonso Lange deu um relato ao Rotary Club de Ponta Grossa na década de 80 em que dá mais detalhes de como foi toda a aventura. Ele disse que, com a inauguração da estrada de ferro do Paraná, as vias que ligavam os municípios paranaenses estavam “abandonadas”, com manutenção inexistente.

Além disso, os “carroções” eram presença frequente nas estradas da época. Com cargas que chegavam a 1,5 tonelada e sendo puxados por até 10 animais, eles deixavam o chão todo irregular – um convite para tombos.

De qualquer forma, na manhã de 23 de agosto de 1923, os Afonso e Ricardo partiram em suas motocicletas em direção a Curitiba. Os dois combinaram de manter uma certa distância um do outro para evitar a poeira que era levantada pelos extensos “areiões”. Foi em um desses, inclusive, que Ricardo tomou um tombo, mas nada grave.

Depois do vilarejo de Palmeira, eles chegaram ao pior trecho da aventura: o “rio de pedras”, uma estrada feita de pedras soltas que impedia um ritmo mais rápido da viagem devido ao terreno extremamente acidentado e instável.

O tombo na água e a chegada em Curitiba

Se não bastasse, ao chegar ao rio Papagaios, Ricardo acabou caindo com a sua moto dentro da água com o motor ligado. Afonso pulou para ajudar o amigo e também tirar a motocicleta de lá. Segundo Lange, foi o maior acidente de toda a excursão e colocou a aventura toda em risco, mas eles foram persistentes, consertaram a moto e seguiram viagem.

Com tudo de volta nos conformes, os dois paranaenses continuaram em direção à capital, que já contava com estradas bem melhores em seus arredores. Afonso e Ricardo passaram a noite em um hotel e, às seis da manhã do dia seguinte, botaram as motocicletas na estrada de novo, rumando para a icônica Estrada da Graciosa, famoso trecho tropeiro que ligava Curitiba ao litoral paranaense.

Lange desceu a serra com tranquilidade, parando para esperar Ricardo enquanto saboreava algumas bananas. O problema é que seu companheiro não chegava, e então ele resolveu verificar o que havia acontecido – para isso, precisou subir boa parte do trecho novamente, descobrindo que Ricardo havia ficado sem gasolina. Precavido, Afonso carregava consigo um galão de combustível e salvou a viagem, mais uma vez.

[email protected]

O tombo na água e a chegada em Curitiba

Toda a aventura resultou em um saboroso almoço na cidade de Antonina. A estadia, no entanto, foi breve, pois os dois decidiram voltar para Curitiba durante a tarde do mesmo dia. A volta foi sem grandes emoções, já que a dupla chegou à capital durante a noite, retornando para Ponta Grossa no dia seguinte.

Ao acordar, porém, uma tempestade caía sobre a cidade. O jeito foi colocar as motos em uma carroça e levá-las até a ferroviária curitibana para voltar de trem. Se você acha que a aventura acabou por aí, Afonso explica que o azar não havia terminado: a locomotiva que levava tanto Lange quanto Wagner descarrilou.

Mesmo assim, havia esperança: como a esposa do presidente do estado estava presente no mesmo trem, não demorou muito para que o tráfego fosse restabelecido. Os amigos ainda tiveram a oportunidade de sair da estação ferroviária em Ponta Grossa e retornar para casa em cima das motocas, dando fim à primeira grande viagem de motocicletas de que se tem registro no Brasil.

Fonte: www.megacurioso.com.br, publicado 11 de setembro de 2015, acessado 6 de agosto de 2021.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chaves

primeira viagem de moto registrada,
Harley-Davidson,
Indian Scout,
Ricardo Wagner,
Afonso Lange,

-#primeiraviagemdemotoregistrada
-#Harley-Davidson
-#IndianScout
-#RicardoWagner
-#AfonsoLange

Castrol Rocket, a moto mais rápida do mundo

Castrol Rocket, a moto mais rápida do mundo

Castrol Rocket, a moto mais rápida do mundo

Qual é a moto mais rápida do mundo?

Não é de hoje que exploradores e aventureiros do mundo da velocidade tentam quebrar o recorde de quem vai mais rápido. Obcecados com a adrenalina, o segundo lugar não é o suficiente para os amantes das motocicletas que dedicam-se a atingir níveis de velocidade nunca antes alcançados.

Para acirrar essa disputa e, quem sabe, aumentar ainda mais a quantidade de metros percorridos por segundo em cima de uma “magrela”, esta a Castrol Rocket. Misto de foguete com motocicleta, ela tem coração da Triumph e é o típico projeto que na hora de ser feito os engenheiros não se perguntam o por que e se concentraram apenas em executá-lo com perfeição. E que perfeição.

O equipamento foi projetado por Matt Markstaller e construída, em 2013, pela empresa Triumph Motocicletas em parceria com a Castrol. São quase oito metros de comprimento, apenas sessenta centímetros de largura e menos de um metro de altura. Carenagem? Kevlar com fibra de carbono, material de última geração superleve e com uma resistência altíssima.

E para mover esse “míssil”? Nada melhor do que um, quero dizer, dois motores 2.3 litros provenientes da Triumph Rocket III retrabalhados, que, quando somados a potência, geram mais de 1.000 cavalos de potência a 9.000 rpm. Toda essa potência é despejada em uma única roda.

Post Relacionado

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chaves

moto mais rapida do mundo,
qual a moto mais rapida do mundo,
Castrol Rocket,
Triumph Rocket III,
foguete com motocicleta,

-#motomaisrapidadomundo
-#qualamotomaisrapidadomundo
-#CastrolRocket
-#TriumphRocketIII
-#foguetecom motocicleta

Trocar o guidão original prejudica na pilotagem da moto?

Trocar o guidão original prejudica na pilotagem da moto?

trocar o guidão original da moto prejudica a pilotagem
trocar o guidão original da moto prejudica a pilotagem

O guidão é uma das peças de maior importância na moto, já que é através dele que são feitos as manobras, desvios de obstáculos e as conversões para a direita ou esquerda, por isso, o tamanho e a largura do guidão devem permanecer dentro dos limites de tamanho planejados pelas montadoras, tudo isso, pensando na segurança do motociclista.

É comum ver nas ruas uma variedade imensa de motos com os mais estilosos tipos de guidões diferenciados, como os guidões altos, próprias para aqueles que gostam de permanecer com os braços esticados durante a pilotagem, conhecida também como seca-sovaco.

Pode trocar o guidão e outras peças originais da moto?

E como fica a dirigibilidade dessas motos que tem o guidão original de fábrica alterado pelo motociclista? Pode-se afirmar que a modificação pode prejudicar o controle da moto realmente, pois, fica com o desempenho comprometida, visto que a moto foi desenhada e projetada para enfrentar uma série de situações e obstáculos reais, só que esses estudos foram feitos na moto com o guidão original que acompanhou a moto até a concessionária.

Claro, que ao comprar uma moto, não há lei que proíba do piloto fazer qualquer tipo de alteração no layout original, como por exemplo, acessórios, ou, algum tipo de detalhe diferenciado, na verdade o único problema é quando a alteração feita pode comprometer sua vida e de seu carona.

Este problema não se refere apenas, a colocar um guidão mais alto, no caso do guidão escolhido ser bem mais baixo e mais estreito que o original de fábrica, também pode vir a comprometer a dirigibilidade e a segurança do motociclista.

os tipos de guidão para moto
os tipos de guidão para moto

[email protected]

Claro que para o motociclista uma moto com o guidão mais estreito, seria ideal, principalmente para os motoboys que passam a “zilhões de quilômetros” entre os carros parados nas longas filas de congestionamentos, e quem sabe talvez conseguissem passar sem arrebentar um ou outro retrovisor de algum dos motoristas.

O importante disso tudo, é sempre que pensar em customizar a moto, lembre-se de todos os itens de fábrica que vieram, antes de fazer algum tipo de mudança drástica, como a troca dos guidões por exemplo.

Outras partes também devem ser alteradas o mínimo possível, como os freios, a embreagem e o câmbio que precisam continuar sendo funcionais para responderem em qualquer ocasião, assim, como evitar de mexer na posição dos espelhos retrovisores, manetes de embreagem e freio dianteiro, a fim de não comprometer a visibilidade do piloto.

Post que podem te interessar

Palavras Chave

  • #guidãodemoto
  • #guidãoparamoto
  • #trocarguidão
  • #motocicletaguidão
  • #guidãodebicicleta
youtube logo 2e4rodas

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Importância de usar o corta pipa na moto

Importância de usar o corta pipa na moto

Por que utilizar o corta pipa?

Parece incrível, mas, ainda, tem muitos motociclistas que insistem em pilotar sua moto sem ter instalado um corta linha, ou corta pipa, como é conhecido também, e o que acontece, é centenas de mortes todos os anos, principalmente em período escolar, onde a diversão preferida da garotada é empinar pipas com cerol.

Caso as pipas fossem empinadas apenas com linhas comuns, talvez, não fosse tão letal quanto o cerol, que é uma mistura de vidro moído e cola passado na linha de pipa com a finalidade de cortar a linha de outras pipas, e isto, é feito direto, não só pelas crianças como adolescentes também.

Infelizmente, esse tipo de linha que tem a comercialização proibida, pode ser comprado facilmente em bairros mais afastados da periferia, e certamente os pais nem imaginam que os filhos possam colocar em risco a vida de um motociclista, ou, até de alguém andando na rua, como aconteceu há pouco tempo, uma mulher teve o pescoço atingido com a linha cortante, mesmo com o rápido resgate, não sobreviveu.

Proteção ao Motociclista

Imaginem então, no caso de um motociclista que nem percebe que está cruzando o espaço de uma linha com cerol, as vezes se tiver sorte e não atingir o pescoço, talvez corte parte do casaco de couro, como também já aconteceu, felizmente apenas caiu e não se machucou, mas, deu para assustar.

O rosto do motociclista pode ser ferido gravemente também, caso não tenha o corta pipa na moto, e atravessar pela linha de cerol com a viseira levantada.

Pode acontecer um acidente fatal devido perder o equilíbrio, e pelos cortes profundos que podem acontecer no rosto, e se sobreviver, pode ficar com o rosto com cicatrizes.

Preço do corta pipa?

Essas situações foram vivenciadas por várias pessoas, e pensar que todos esses acidentes podiam ser evitados, bastava que tivessem um corta pipas ou corta linhas instalado na moto, aliás, para quem resolver comprar este acessório é barato, cerca de R$ 35, 00 a R$ 50,00 dependendo da localidade.

É importante esclarecer que o corta pipa, tem a posição certa para ser instalado na moto, caso contrário pode não funcionar perfeitamente num momento de acidente com linha, como também já aconteceu com um motociclista, mas, por sorte caiu, não se machucou e ficou só o susto.

Como o corta pipa protege o motociclista

O corta pipa foi criado para proteger o pescoço do motociclista, graças ao formato que tem na ponta igual de um anzol, o qual serve para cortar qualquer linha cortante, só que com a velocidade que passa, a linha engancha na moto, e sobe rapidamente pelo corpo, devido ser muito resistente, pode atingir primeiro as mãos, por isso, nada de andar sem luvas, outro item de proteção importante também.

No mercado pode ser encontrada 2 tipos de corta linha, ambas em metal, algumas podem ter pontas diferentes, mas, todas são eficientes, além disso, pode ser retrátil com regulador de altura, ou, fixa sem opção de regular altura, o importante mesmo, é ter em qualquer moto.

A recomendação fica também para os pais conversarem com os filhos, sobre empinar pipa, sem cerol, e claro longe dos fios de alta-tensão.

Post Relacionado

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras chave

use pipa,
corta pipa,
corta linha,
linha de cerol,
proteção com corta pipa,

-#usepipa
-#cortapipa
-#cortalinha
-#linhadecerol
-#proteçãocomcortapipa

Conheça o Moto Clube Ralados do Asfalto

Conheça o Moto Clube Ralados do Asfalto

História do Ralados do Asfalto

A história do Ralados do Asfalto se inicia com um grupo de amigos motociclistas costumava encontrar-se para curtir. Em janeiro de 1996, decidiram fundar um clube cujo nome escolhido foi “Equipe União dos Bairros”. Na época eram leigos sobre M.C, e o nome escolhido foi muito questionado. Porém permaneceu o mesmo nome Equipe União dos Bairros. Em agosto do mesmo ano um acidente trágico e fatal levou a morte de dois integrantes do clube, mediante a perda, o grupo de Amigos se dispersou.

Surgimento do nome

Passaram-se alguns meses, reuniram-se novamente e decidiram fundar um M.C, porém com outro nome. Foram vários encontros, reuniões, sugestões, por fim tinham dois nomes a escolher. “Bichos Soltos do Asfalto” e “Ralados do Asfalto” E  graças a sua filosofia, por unanimidade foi escolhido o nome MOTO CLUBE RALADOS DO ASFALTO O autor da escolha do nome é atualmente integrante e um dos fundadores e permaneceu à frente da presidência durante alguns anos.

Filosofia:

“Em nossas vidas temos que RALAR para conquistar sonhos, metas, objetivos e somos como uma ESTRADA sem limite para o fim”.

Quando foi oficializado Moto Clube Ralados do Asfalto

“Em 22, de Dezembro de 1996, foi oficializado o “Moto Clube Ralados do Asfalto”, tendo 16 integrantes, foi também estipulado mensalidades com objetivo de manter o mesmo. O tempo foi passando e a nossa família está cada vez maior, temos uma sede em Guarulhos SP e uma facção em Andradas MG. Conforme regimentos internos e dentro das normas do estatuto. Somos uma irmandade com uma paixão em comum, Amor, Família e Estrada.”

Contato


Rua Cuiabá Presidente Epitácio, SP

Fone: Sales: (11) 9897-8982 / Soares: (11) 8211-6101 / Coyte: (11) 7815-2249 / Sede: (11) 2085-3108

Facebook: www.facebook.com/raladosdoasfaltoepi/

Site: http://raladosdoasfaltomc.no.comunidades.net/

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

ralados do asfalto,
moto clube ralados do asfalto,
ralados no asfalto,
moto clube sp,
clube de moto sp,

-#raladosdoasfalto
-#motocluberaladosdoasfalto
-#raladosnoasfalto
-#motoclubesp
-#clubedemotosp

Conheça o Moto Clube Sem Destino

Conheça o Moto Clube Sem Destino

Fundação do Moto clube Sem Destino

O Sem Destino Moto Clube foi fundado, no dia 23 de agosto de 2000. Inicialmente era apenas um grupo de amigos que se reunia para conversar sobre motos e fazer jantas, tendo como presidente nos primeiros dois anos o motociclista Jhony dos Santos. Nos dois anos seguintes, assumiu a presidência Alexandre Cáceres, que conseguiu unir mais o grupo, realizando o I Marau em Duas Rodas, no dia 26 de abril de 2003 em frente ao Posto do Barão, além de criar um estatuto para a entidade.

No dia 1º de maio de 2004, ainda sob o comando de Alexandre Cáceres foi realizado o II Marau em Duas Rodas, desta vez em frente ao altar da pátria. Na seqüência quem assumiu a presidência por 1 ano foi Márcio Vezaro, que em sua gestão realizou um dos maiores sonhos dos sócios da entidade, a construção de uma sede própria para os encontros semanais, além de ter realizado o nosso primeiro encontro de 3 dias, que ocorreu nos dias 18, 19 e 20 de fevereiro de 2005, na praça central de Marau.

Ainda em 2005, no dia 7 de setembro, Alex André Rigo assumiu a presidência do grupo, para ficar 2 anos no cargo, com uma enorme responsabilidade de manter o nome que até então já havia sido construído pelos demais colegas. Além de constantes melhorias na sede, e sempre tentar manter o grupo o mais unido possível, o grande desafio nos primeiros meses de presidência foi à realização do IV Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 17, 18 e 19 de Fevereiro de 2006, no Parque Municipal Lauro Riccieri Bortolon, pois mais uma vez teve-se que mudar o local do evento e havia o medo que não desse certo, mas foi um sucesso absoluto. Logo após o IV Marau em Duas Rodas o grupo já começou a trabalhar duro para a realização do V Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 2, 3 e 4 de fevereiro de 2007 consagrande de uma vez por todas o evento no Parque Municipal.

Em 23 de agosto de 2007 assume a presidência da entidade o Sr. Laércio Brocco, que logo começa a trabalhar para a realização do VI Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro de 2008, sendo este o maior de todos os eventos já realizados pela entidade. Para 2009 a espectativa do VII Marau em Duas Rodas é grande, a data já esta confirmada para os dias 13, 14 e 15 de Fevereiro e o pessoal do Moto Clube já está trabalhando para atingir o maior sucesso possível no evento do ano que vêm.

A palavras dos fundadores

Quanto ao nome Sem Destino “surgiu meio na brincadeira, pois sempre que estávamos reunidos no posto de moto e íamos sair para algum lugar dar uma volta, nunca sabíamos para onde ir, por isso talvez do Sem Destino, “talvez o certo mesmo deveria ser “sem rumo”.

Um dos principais objetivos da entidade e difundir o moto-turismo para tanto “promovemos festas em danceterias locais, almoços ou jantares para nos divertirmos com todo o grupo reunido e podermos trazer amigos motociclistas da região para cá. E o objetivo da realização do grande encontro anual é trazer lazer e divertimento gratuito a toda essa população da terra que tanto amamos, além de confraternizarmos com nossos amigos motociclistas de todos os lugares do Brasil que nos visitam neste grande evento”, destaca o presidente.,

Em 2009 assume a presidência Luiz Carlos Araldi.  o Foco principal é a relização do Marau em Duas rodas, pois o encontro está tomando uma expansão enorme, trazendo para marau gente dos mais diversos e longíncuos locais do sul do brasil.

No ano de 2011, tivemos a Experiência de realizarmos o Marau em Duas Rodas com a presença da Chuva.  No final de semana choveu sexta e sábdo sem um minuto de trégua.  Somente no domingo a tarde tivemos sol, mas mesmo assim tivemos um unorme público presente.

Tivemos a troca de diretoria aonde a presidência continua com Luiz Carlos Araldi e o Viçe Presidnete é Alex Rigo.  As realizações do Sem Destino Moto clube não se restringem apenas aos Encontros.  Todos os anos participamos de todos os eventos Sociais promovidos por Entidades e Secrtetarias Municipais.  Sempre que convidados, estamos presentes para auxiliar na melhoria do bem estar das pessoas.

Contato com os Sem Destino

Sem Destino Moto Clube
Rua Bento Gonçalves, 1625 – Marau – Rio Grande do Sul
CEP: 99150-000 – Fone: +55 (54) 9981-8942
E-mail: [email protected]
Site: http://www.semdestinomc.com.br/

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

moto clube sem destino,
sem destino,
moto clube sem destino,
motoclub sem destino,
clube de moto,
moto clube sem destino,
moto clube sem destino,

-#motoclubesemdestino
-#semdestino
-#motoclubesemdestino
-#motoclubsemdestino
-#clubedemoto
-#motoclubesemdestino

Qual a vantagem ter ciclovia na cidades?

Qual a vantagem ter ciclovia na cidades?

Por que a ciclovia é importante para a cidade

Andar a pé é um dos meios de locomoção mais barato e popular que existe, só que é desgastante e cansativo, em compensação é sustentável e saudável, assim, como andar de bicicleta na ciclovia, visto que não há emissão de nenhum tipo de gás poluente que agride o meio ambiente, como acontece com os veículos de uma forma geral.

E pensando em todos esses benefícios, temos como entender perfeitamente qual a vantagem de ciclovias nas grandes cidades, pois, seria uma ótima solução para amenizar o trânsito, já que muita gente deixaria o carro em casa, ou, deixaria de passar horas no ônibus em pé, desconfortável e abafado.

[email protected]

O meio transporte bicicleta

A bicicleta é o meio de transporte preferido de milhões de pessoas que moram em lugares diversos como no interior do Brasil, e até em outros países como a Índia e China.

Já em países mais desenvolvidos como a Holanda, a bicicleta é considerada o principal transporte, por isso, o trânsito nas grandes cidades holandesas é todo adaptado para atender as necessidades dos ciclistas, assim como as ciclovias merecem atenção especial, a fim de garantir a segurança dos ciclistas.

Como em Amsterdã existe uma quantidade imensa de bicicletas que circulam todos os dias, estacionamentos para as bikes não pode faltar, mesmo assim, toda a segurança por parte do ciclista para evitar o roubo da magrela não deve ser negligenciada, por isso, é normal, serem presas a correntes e cadeados.

Aqui no Brasil, não temos ainda, a cultura de usar a bicicleta como meio de transporte, principalmente nas cidades grandes onde o trânsito é caótico e perigoso, já que não há uma faixa exclusiva para andar em segurança, fazendo os ciclistas disputarem espaço com os carros, gerando assim, graves acidentes, exceto na cidade de São Paulo, onde em 2015 a Prefeitura implantou ciclovias pela cidade toda.

Veja os benefícios em andar de bicicleta

  • Excelente atividade física, dispensando até uma academia;
  • Transporte ecologicamente correto, sem poluição;
  • Supereconômico, não gasta combustível, não paga passagem de trem, ônibus, metrô, não gasta com estacionamentos;
  • Não fica parado no trânsito congestionado;
  • Trânsito flui melhor, pois, teria menos carros em circulação, prevenindo engarrafamentos;
  • Cabe em qualquer canto, na garagem, na sala, no hall do elevador;
  • Dificilmente tem gasto como manutenção ou troca de peças;

Veja as desvantagens em andar de Bicicleta

  • Caso trafegue em locais que não tem ciclovia, não é nada seguro, por isso, cuidado redobrado;
  • Pode ser roubada com facilidades, por isso, deve sempre ficar presa a cadeados e correntes:
  • Precisa realizar esforço físico para pedalar, por isso, pode chegar suado para o trabalho;
  • O tempo gasto para ir de bicicleta para o trabalho pode demora muito mais que ir de carro, ônibus e metrô (dependendo das linhas de transporte e horários disponíveis);
  • Não aconselhável a pessoas que tem dependentes para transportá-los (filhos, idosos);
  • Fica a mercê das intempéries do tempo;
  • Entre outros.

Ciclovia em São Paulo

Mesmo para os paulistanos que não aderiram ainda, a ideia de trabalhar de bicicleta, a implementação de ciclovias em São Paulo trouxe um esporte e um ótimo lazer a mais na cidade, o aluguel de bicicletas que ficam estacionadas a disposição do público nas principais praças, e são disponibilizadas pelo Banco Itaú em parceria com a Prefeitura, onde qualquer pessoa pode retirar num determinado local e devolver em outro, quem sabe com o tempo, outras cidades façam o mesmo.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

ciclovia,
ciclovias,
bicicleta,
vantagens de ter ciclovias,
importância de ciclovias,

-#ciclovia
-#ciclovias
-#bicicleta
-#vantagensdeterciclovias
-#importanciadeciclovias

Conheça os ABUTRE’S Moto Clube

Conheça os ABUTRE’S Moto Clube

Abutre's Moto clube

Quem são os ABUSTRE’S Moto Clube

O ABUTRE’S é hoje um dos maiores moto clubes do Brasil e o terceiro maior do mundo, formado por mais de 3400 motociclistas, com 84 facções em 21 estados do Brasil. Para entrar, é necessário ser homem, ter mais de 26 anos, ser convidado, possuir uma moto preta e passar por uma série de provações para saber se o candidato se encaixa na ideologia Abutre.

Fundado no dia 10 de setembro de 1989, o Abute’s Moto Clube é um dos maiores Moto Clubes do mundo.

O nome Abutres foi definido pelos seus fundadores, que inspirados pelo forte sentimento de Liberdade, viram na ave (Abutre), além da cor preta – a mesma de seus coletes de couro, a espetacular altitude alçada pelo fascinante animal, que o consagra sinônimo de natural ousadia e astúcia, e que sob essa ótica, viam os atributos necessários para a condução de uma motocicleta.

[email protected]

Objetivo dos ABUSTRE’S

O objetivo e filosofia principais dos Integrantes do Abutre’s Moto Clube são: as viagens e passeios com suas motocicletas, a participação em Eventos Motociclísticos, a confraternização entre seus Integrantes e demais grupos de Motociclistas; enfim do lazer e entretenimento saudáveis.

O Abutre’s Moto Clube não é uma entidade filantrópica, tampouco com fins lucrativos, porém, em razão da expressiva confiança depositada pela Sociedade em geral, realiza, em parceria com outras entidades, Ações Sociais por todo o território Nacional, fomentando obras beneméritas entre as Comunidades Carentes em geral.

O Abutre’s Moto Clube é reconhecido por essas ações, através de diversas Comendas; inclusive condecorado pela Organização das Nações Unidas “ONU”.

Como está os ABUTRE’S?

Atualmente o Abutre’s Moto Clube, agrega homens de todas as etnias e religiões; de diversas profissões e posições sociais; possui, atualmente, Sedes e Sub-sedes em todo o território Nacional e em alguns países do mundo.

O aspirante a Integrante do Abutre’s Moto Clube, deverá ser convidado e apadrinhado por um componente que já detenha um determinado grau de conhecimento sobre o Moto Clube; possuir motocicleta na cor preta e a devida habilitação para sua condução.

O Abutre’s Moto Clube não compactua com qualquer alusão a apologia ao crime, discriminação de raça, religião ou posição social, bem como não apresenta vínculos políticos e religiosos, com nenhuma entidade; além disso, não é responsável direta ou indiretamente, pela conduta pessoal de seus Integrantes, que contrariem as leis vigentes, os quais responderão, civil e criminalmente por si, sempre que se fizer necessário.

Palavras Chave:

Post Relacionado

  • #abutre’s
  • #abustres
  • #abutresmotoclube
  • #motoclubeabustres
  • #motoclubeabutres
  • #motoclubeabutre’s
  • #abutres
  • #abutre’smotoclubelocais
  • #osabutresmotoclube
  • #abutresmotoqueiros
  • #abutresbrasil
  • #abutresmotoclubecrimes
  • #osabutres
  • #hierarquiamotoclubeabutres
  • #abutre’smotoclubesiteoficial
youtube logo 2e4rodas

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Conheça os Dragões do Vale Moto Clube

Conheça os Dragões do Vale Moto Clube

De onde Surgiu os Dragões do Vale

Os Dragões do Vale moto-clube de Pomerode tornou-se uma realidade. Símbolo de consumo ou sonho de liberdade. Afinal, sobre duas rodas a paisagem corre e se arrasta aos pés de quem viaja pelo asfalto negro. Fogem do lugar-comum as máquinas. Alimenta e engrandece o espírito. Assim um grupo de motociclistas pomerodenses criaram seu clube “Dragões do Vale”. Pomerode lembra Pomerânia, uma antiga província alemã da Prússia e um celeiro produtor de alimentos. A Pomerânia é representada por um dragão, animal alado e que representa a força, a coragem e a perseverança desse povo.

“Freiheit auf zwei Rädern” “Liberdade sobre duas rodas”

Os imigrantes colonizaram a cidade de Pomerode a partir de 1861. O nome “Pomerode” derivada junção de dois vocábulos: “Pommern = Pomer” em português e do verbo alemão “roden” = tornar o solo próprio para a agricultura, extrair os tocos das árvores. É fundamental que cada cidadão saiba a sua origem, mantenha a identidade cultural do seu grupo ético. Respeitando esse princípio histórico, o moto-clube “Dragões do Vale” adotou como insígnia o dragão do povo pomerano, mesmo porque Pomerode teve sua origem na Pomerânia e conquistou ao longo do Rio do Testo um novo município brasileiro, hoje cidade próspera com um excelente nível de vida.

O moto-clube “Dragões do Vale” congrega aproximadamente dezoito associados e visa colaborar em eventos que apoiam entidades e órgãos de preservação do meio-ambiente. Seu lema é: “Conviver com a natureza sem poluir”.

Contato através da página do facebook.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

pomer motos,
dragão motos,
dragões do vale,
moto clube de pomerode,
pomerode,
dragões do vale de moto clube,
moto clube dragões,
moto clube do vale,
nome de moto clube,
os dragões do vale,

-#pomermotos
-#dragãomotos
-#dragõesdovale
-#motoclubedepomerode
-#pomerode
-#dragõesdovaledemotoclube
-#motoclubedragões
-#motoclubedovale
-#nomedemotoclube
-#osdragõesdovale

Conheça a SINDEMOSC e quem ela representa

Conheça a SINDEMOSC e quem ela representa

o que é SINDEMOSC

O que é a SINDEMOSC

A SINDEMOSC – Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Santa Catarina é a entidade estadual economicamente representativa dos 285 CFCs do Estado.

Com a regulamentação do Código de Trânsito Brasileiro, que alterou a denominação de Auto-Escolas para Centro de Formação de Condutores, o SINDEMOSC comprometeu-se com a criação de uma nova cultura de trânsito no Estado, através da profissionalização do setor, buscando dia-a-dia melhorar a formação de condutores de veículos coscientes de suas obrigações e responsabilidades, fazendo com que o setor passe a ser responsável pela formação e aperfeiçoamento da própria cidadania no indivíduo.

A Diretoria do SINDEMOSC busca, incansavelmente a modernização do setor, que também exige que todos se comprometam com um processo de trabalho ético e transparente, implantando rotinas e definindo procedimentos no processo de aprendizagem e habilitação de condutores. Busca também soluções e benefícios para os CFCs, através de formação de convênios, na criação de parcerias, de negociações conjuntas e no desenvolvimento de um programa de treinamento permanente.

Como entrar em contato?

Qualquer dúvida entre em contato com a secretaria do SINDEMOSC.
Telefone: (48) 3030-9237


E-mail: [email protected]

Endereço: Rua Santo Saraiva, 840, sala 02 – Estreito – Ed. Continental Center Cep 88070-100 Florianópolis/SC

Site: www.sindemosc.com.br/

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chaves

sindemosc,
sindicatos,
sindicato dos condutores,
sindicato de sc,
sc sindicatos,
sindicato dos formadores,
sc sindicato dos formadores,
sindicato dos formadores de condutores,
o que e sindomosc,
Sindicato dos Centros de Formação de Condutores de Santa Catarina,

-#sindemosc
-#sindicatos
-#sindicatodoscondutores
-#sindicatodesc
-#scsindicatos
-#sindicatodosformadores
-#scsindicatodosformadores
-#sindicatodosformadoresdecondutores
-#oqueesindomosc
-#SindicatodosCentrosdeFormaçãodeCondutoresdeSantaCatarina

Conheça o SindimotoSP

Conheça o SindimotoSP

Quando surgiu o SindimotoSP

O Sindicato dos Mensageiros Motociclistas do Estado de São Paulo (SindimotoSP), foi fundado em 1991 e constituiu nova diretoria em 17 de agosto de 2007 tendo como presidente eleito por unanimidade Gilberto Almeida dos Santos, o Gil.

Com esta eleição, finalmente o SindimotoSP voltou para as mãos dos trabalhadores. Isto foi possível porque os motoboys se uniram e “arrancaram” da presidência quem nunca pensou na categoria e muito menos se importou com os profissionais do motofrete.

O saldo de quase dez anos de mandato do presidente anterior foi o esvaziamento do patrimônio e um monte (literalmente falando) de dívidas. Vários dirigentes de entidades sindicais de inúmeras cidades deram suporte e apoio, principalmente jurídico, para que o SindimotoSP estivesse com quem realmente trabalha pelo setor.

Metas para atingir

Agora, o desafio maior é reconstruir a “casa” e com a determinação da nova diretoria presidida pelo companheiro Gil e o engajamento de toda a categoria, o SindimotoSP iniciará uma nova fase.

As vitórias estão chegando e prova disso é a Regulamentação que foi aprovada e já está em vigor e a obtenção da Carta Sindical que nos dá o título de representantes oficiais (e legítimos) da categoria. Outras reivindicações também já estão sendo atendidas e em breve, você motoboy terá o que sempre sonhou: uma profissão reconhecida e respeitada.

[email protected]

Objetivo, Missão e Visão do SindimotoSP

Objetivo

O OBJETIVO principal do SindimotoSP é defender os interesses da categoria e do associado, porém, orientar, elaborar estudos, coordenar, proteger, representar, bem como celebrar convenções, acordos, contratos coletivos de trabalho, instaurar dissídios, criar serviços de assessoria e consultoria técnica para assuntos jurídicos, econômicos, de comunicação, de treinamento e aperfeiçoamento profissional etc, também fazem parte de nosso trabalho junto a classe.

Missão

A MISSÃO do SindimotoSP é promover a consciência do motofretista profissional na prática democrática, na valorização social, política e econômica associando trabalho e determinação, empenho e coragem para isso resultar no título de melhor e “maior” sindicato dos trabalhadores sobre duas rodas do Brasil. Vale ressaltar aqui que somos possuidores da Carta Sindical tornando-nos os representantes legais e autorizados para representar à categoria na cidade de São Paulo.

Visão

A VISÃO do SindimotoSP é de melhoria para o desenvolvimento do setor do motofrete trabalhando em parcerias com instituições que agreguem valores como honestidade, transparência, idoneidade, confiança etc. O desejo de prestar serviços de qualidade atendendo as necessidades e expectativas dos motofretistas que fazem parte deste olhar para uma consciência geral desta renomada entidade, também tem espaço garantido.

Para mais acesse o site da SindimotoSP.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

sindimotosp,
sindicato dos motoboys de sp,
sindicato dos motoboys sp,
sindicato motoboy rj,
sindicato dos motociclistas,
sindimotosp convenção coletiva 2020,
sindicato dos motociclistas sp,
abutres moto clube,
sindicatos,
sindicato de motociclistas,

-#sindimotosp
-#sindicatodosmotoboysdesp
-#sindicatodosmotoboyssp
-#sindicatomotoboyrj
-#sindicatodosmotociclistas
-#sindimotospconvençãocoletiva2020
-#sindicatodosmotociclistassp
-#abutresmotoclube
-#sindicatos
-#sindicatodemotociclistas

Conheça os Urubus da Serra Moto clube

Conheça os Urubus da Serra Moto clube

A história do Urubus da serra Moto Clube

Os Urubu’s da Serra surgiram em meados de 1998 Beto Trevisan, Ramon Batistão e eu (Silvano) conversando sobre nossas viagens a encontros (que na época eram poucos em nossa região), Beto comentou sobre fundar um Moto Clube, pois precisávamos nos oficializar. Foi aí então, que começamos a convidar vários amigos para participar de nossas reuniões, e ajudar-nos a definir qual seria o nome, o desenho do brasão e tudo que se precisava para fundar um Moto Clube.

No dia 15 de outubro de 1998, depois de muita discussão sobre as questões levantadas, fundamos o Moto Clube Urubu’s da Serra, tendo como padrinhos os casais Trajano (In memorian) e Srta Lucia (BH), Rossano e Eva (In memorian) (Formiga).

[email protected]odas.com.br

Depois de tanto esforço, começaram a viajar já usando o Brasão do Urubu’s da Serra.

“Em 2001 realizamos nosso primeiro encontro de motociclistas em Boa Esperança. A realização desse encontro veio graças a diretoria do Moto Clube juntamente com seu primeiro presidente (Dirceusão) e também não esquecendo do importante apoio do Sr Geraldo do MC Dragões do asfalto de Perdões, de nossos padrinhos e outras pessoas também importantes para o nosso MC.”

“Como todo grupo passa por momentos difíceis, também passamos por nossas dificuldades. Foi aí que recebemos o apoio de novos amigos integrantes como, por exemplo:”

“Marquinho Galdino, Ganso, Renil e tantos outros que sempre nos apoiaram. Com ideal renovado fizemos uma nova eleição e formamos uma nova diretoria e com ela regularizamos o MC com CNPJ e tudo. O Nosso Santo protetor é São Bento (que tem junto a seus pés um urubu), que nos protege e nos guia em nossas viagens. E hoje graças a Deus, estamos bem e como todo motociclista, viajando pelos mais diversos encontros do Brasil.”

Para entrar contato acesse sua página no facebook ou acesse seu site www.urubusdaserra.com.br.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

santo protetor dos motoqueiros,
urubus da serra moto clube,
urubus da serra,
moto clube,
urubus moto club,
moto clube urubus,
clube urubus da serra,
moto clubes da serra,
amigos moto clube,
nome para moto clube,

-#santoprotetordosmotoqueiros
-#urubusdaserramotoclube
-#urubusdaserra
-#motoclube
-#urubusmotoclub
-#motoclubeurubus
-#clubeurubusdaserra
-#motoclubesdaserra
-#amigosmotoclube
-#nomeparamotoclube

Quais são as diferenças entre os pneus de moto?

Quais são as diferenças entre os pneus de moto?

Há diferença entre os pneus de motos?

Quais a diferença entre os pneus de moto? Esta é uma pergunta interessante para os leigos, pois os motociclistas certamente não faltaram nessa aula, salvo os marinheiros e novatos, já que pilotar com segurança significa estar ligado também ao tipo de pneu que está usando na moto, por isso, a resposta para, Os pneus de motos são todos iguais? Definitivamente não.

E isto quer dizer que o pneu ideal para ser usado em cada moto, depende unicamente do tipo de solo que está pretendendo percorrer, como no asfalto ou na estrada de terra, pista seca, ou, molhada, já que o uso do pneu errado pode ocasionar acidentes graves sendo iniciados nas derrapagens.

[email protected]

Como saber qual tipo de pneu é ideal para minha moto?

Então, nada melhor que conhecer os diferentes tipos de pneus que existem para saber exatamente qual o modelo adequado ao passeio que está pretendendo fazer, e isso, com certeza fará toda a diferença na pilotagem. Confira:

  • Analise bem qual será a maior parte do tipo de solo onde pretende pilotar;
  • Para quem pretende acelerar mais, o tipo mais indicado para os pneus são os rígidos;
  • Para fazer as curvas com maior precisão, além de fazer a moto, obedecer de imediato aos comandos, os pneus mais indicados são os macios;
  • Precisa levar em conta não apenas o tipo de solo onde pretende passar como também a categoria de sua moto, somente dessa maneira será possível encontrar o pneu ideal para ela;

Quais são os tipos de pneus de moto?

Pneu de desporto

É feito de borracha macia utilizado em circuitos de competição, e como pode atingir altas temperaturas, não são indicados para piso molhado, já que não tem muitos desenhos na superfície, tem pouca durabilidade;

Pneu de desporto/touring

É feito de borracha com rigidez intermediária, tem mais desenhos na superfície, por isso, pode adaptar-se facilmente a vários tipos de terrenos devido a boa aderência, e a temperatura de funcionamento é inferior ao pneu de esportivo;

Pneu touring

É feito de borracha rígida, conhecido também como pneus de estrada. A vida útil é superior ao pneu de desporto, tem baixa temperatura de funcionamento, e graças ao desenho na superfície adere perfeitamente os pisos molhados;

Pneu misto ou trail

É feito de borracha rígida e sua temperatura de funcionamento é baixa, por isso, são os mais indicados para quem anda no asfalto ou estrada de terra, devido ter o desenho mais largo na superfície, isso, facilita a pilotagem em todos os tipos de terrenos, inclusive, na areia e na lama;

Pneu TT (todo o terreno)

É feito de borracha rígida e funciona em baixa temperatura. É o mais indicado para motocross e pistas de terra devido ter sulcos profundos na superfície, isso, causa uma boa aderência, por isso, é próprio para pilotar em terrenos secos e acidentados;

Segurança em primeiro lugar

Claro, que independente do tipo de pneu que estiver comprando, é bom lembrar que os pneus quando novos vem com uma camada protetora, por isso, os primeiros quilômetros de pilotagem devem ser feitos com mais cuidado que de costume, pois, isso torna-os mais escorregadios que o normal!

Tem muita gente que gosta de colocar pneus na moto mais largos do que o original que veio de fábrica, e essa irregularidade é passível de multas, além disso, o prejuízo pode ser maior com a troca dos pneus antecipadamente, visto que pode causar desgaste prematuro nas bandas de rodagem.

Procure comprar pneus de boa procedência, afinal, é sua vida que está em jogo, e mesmo sabendo escolher o pneu ideal ao seu passeio, pense na segurança acima de tudo, e isso quer dizer também, capacete, botas e luvas.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

motos com pneus largos,
pneus de moto,
pneu para moto,
pneu de moto,
tipos de pneu,
modelos de pneu,
modelos de pneu de moto,
tipos de pneu de moto,
moto pneu,
moto pneu usado,

-#motoscompneuslargos
-#pneusdemoto
-#pneuparamoto
-#pneudemoto
-#tiposdepneu
-#modelosdepneu
-#modelosdepneudemoto
-#tiposdepneudemoto
-#motopneu
-#motopneuusado

Importância de usar viseira do capacete

Importância de usar viseira do capacete

Motivos para usar a viseira do capacete

Por que é importante usar o capacete com a viseira? A frota de veículos no Brasil está sempre em crescimento, principalmente as motos que representam um número incrível com mais de 22 milhões de unidades só no país, e isso, elevou o número de acidentes com motos em mais de 100% nos últimos 12 meses, chegando a registrar 12 mil mortes por ano.

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Esses dados alarmantes vem reforçar a importância do uso das viseiras do capacete pelos motociclistas, e isto vale para a moto de qualquer cilindrada ou tamanho, mesmo sendo comum encontrar a garotada sem capacete transitando em motos estilo scooter e a falta de pilotar a moto sem o uso do capacete conforme o Código de Trânsito Brasileiro é considerado uma infração gravíssima e 7 pontos na CNH.

Já pilotar com a viseira ou a queixeira levantadas, ou, com o capacete mal colocado, ou, utilizar viseira na cor fumê a noite, qualquer uma dessas é considerada infração leve, 3 pontos na CNH, mesmo assim, convém não abusar, já que é para a segurança do motociclista e também do carona.

Que segurança a viseira proporciona

A segurança para o motociclista sempre deve estar em primeiro lugar com o uso do capacete que tem como objetivo proteger os olhos e a cabeça, principalmente o crânio, caso venha ocorrer uma queda, e deve ser observado a maneira correta para utilizar o mesmo.

O capacete tem de ter a base seguindo a linha do queixo, e a fixação deve ser bem ajustada a cabeça através da cinta jugular, e não pode ficar folgado senão em caso de acidente o capacete voa para longe e não cumpre o papel de amortecer o impacto da cabeça.

A viseira deve estar sempre baixada e se for nas cores escuras ou metalizadas, podem ser usados somente durante o dia, e caso o capacete seja sem viseira, o motociclista deve usar óculos de proteção.

Qual a importância do uso das viseiras do capacete

As viseiras do capacete tem a finalidade de proteger os olhos, o rosto contra a chuva, poeira, insetos, fuligem, pedrinhas que podem ser levantadas pela rodagem dos veículos, e em alta velocidade pode ferir os olhos, causar lacrimejamento, machucar o rosto, pode tirar a atenção do motociclista que pode desequilibrar e cair.

Já no caso de óculos de proteção não é tão seguro quanto a viseira presa ao capacete, e claro que vale lembrar que outros equipamentos também são necessários para o bem-estar do motociclista como a jaqueta, calças de couro, luvas e botas, isso, porque a finalidade é amenizar as contusões em casos de acidentes.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

  • #atitudemotos
  • #elevacarusado
  • #viseirasalvavidas
  • #podeusarviseirafume
  • #viseirafumepodeusar
  • #autocenter4rodas
  • #viseira
  • #viseiradecapacete
  • #multaparanãoviseira
  • #imporatanciadaviseira
Conheça Rotas da Liberdade Moto Clube – BA

Conheça Rotas da Liberdade Moto Clube – BA

Quem são Rotas da Liberdade Moto Clube

O ROTAS DA LIBERDADE MOTO CLUBE®, de Salvador/Bahia, sociedade civil de direito privado, pessoa jurídica sem fins lucrativos, nasceu da vontade de reunir os colegas Motociclistas do Poder Judiciário Federal, amigos Motociclistas Oficiais da Polícia Militar do Estado da Bahia, amigos Motociclistas da Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador, Presidente do Sindmoto-BA e demais amigos Motociclistas em comum e sair pelas estradas em passeios e em ações sociais, aliás, assim já vinham fazendo, porém sem carregar uma bandeira.        Entre as condições determinantes para a fundação do Clube e admissão de associado estão aquelas que dizem respeito ao gostar do Motociclismo, compromisso de participar e, principalmente, a ilibada conduta pessoal.

Símbolo do Rotas da Liberdade Moto Clube

O Brasão® do ROTAS DA LIBERDADE MOTO CLUBE®, como assim está descrito no seu Memorial Descritivo e constando no Estatuto Social®, é constituído por um escudo simétrico medieval com bordas relevadas na cor de ouro, campo em dégradé radial de centro branco para preto sólido, tendo inscrito a designação do Clube com fonte em alto relevo na cor amarela sombreada. Sobreposto ao centro do radial, simbolizando o principal item de segurança do motociclista, um capacete de motociclista multicolorido, com viseira fumê reluzente voltado para a direita do escudo e disposto sobre uma pista asfáltica em perspectiva vertical, simbolizando as rotas, encerrando-se sobre as bandeiras do Brasil e da Bahia, ambas estilizadas em alto relevo, como símbolo da Liberdade, tendo logo abaixo, a inscrição do Município, do Estado e do País de origem em fonte simétrica na cor branca.

Quando surgiu o moto clube?

Com esse espírito assim nasceu o Rotas da Liberdade Moto Clube®, de Salvador/BA, em 11 de maio de 2007, e veio para somar ao motociclismo, a todos se irmanando na estrada da vida.

Por essas e tantas outras razões o Rotas foi prestigiado em seu Batizado, tendo como padrinho a Polícia Militar do Estado da Bahia através do Batalhão de Polícia de Choque representado pelos Motociclistas Militares do GARRA, feito inédito nos anais do Motociclismo e na própria Polícia Militar dos Estados Brasileiros.

Contato:

Endereço: R. Metódio Coelho, 120 – Parque Bela Vista, Salvador – BA, 40279-120

Telefone: (71) 98816-4528

Site: www.rotasdaliberdade.com.br

E-mail: [email protected]

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

liberdade moto,
moto clube,
moto e liberdade,
moto clube,
liberdade de moto,
rota para motos,
rotas da liberdade moto clube,
moto clube,
nome de moto clube,
rotas da liberdade ,

-#liberdademoto
-#motoclube
-#motoeliberdade
-#motoclube
-#liberdadedemoto
-#rotaparamotos
-#rotasdaliberdademotoclube
-#motoclube
-#nomedemotoclube
-#rotasdaliberdade

Conheça o capacete de motociclista com GPS

Conheça o capacete de motociclista com GPS

Onde surgiu o capacete com GPS

Já pensou em ter um capacete com GPS, essa novidade está sendo desenvolvida na Rússia, e o protótipo foi baseado nos capacetes dos pilotos de caça, que acionam as informações necessárias através do comando de voz, e faz surgir no visor do capacete.

Os motoqueiros que preenchem os espaços livres entre os carros nas ruas, apesar dessa facilidade, enfrentam alguns problemas comuns para a categoria, como chuvas, insetos, e as vezes até pela falta de serem visíveis o suficiente pelos que dirigem os automóveis.

Os motoboy profissão da maioria dos motoqueiros, são os que mais sofrem na hora de entregas em locais pouco conhecidos, e o fato de estarem sempre com o guia de ruas em mãos, ou, ainda com GPS instalados em suas motos, não facilitam na hora de uma visualização e pilotagem ao mesmo tempo.

Talvez esse problema esteja com os dias contados, já que a pilotagem poderá ser prazerosa e segura ao mesmo tempo, com o lançamento previsto para meados de 2014, do capacete de nome LiveMap

que terá imagens projetadas em 3D no interior do visor do sistema de navegação GPS.

Como funciona o capacete com o Livemap

O capacete funciona a partir de um display ligado ao computador central instalado em seu interior, e através do comando de voz do piloto, ele atende prontamente ao pedido.

Isso agilizará muito aos serviços de buscas por endereços, ou melhores rotas, pois, tudo funcionará de acordo com a solicitação de voz, sem haver necessidade de toques aos comandos, e os dados serão projetados diretamente no visor do motociclista.

É interessante, porque tudo foi pensado como por exemplo, não sobrecarregar a visão do motoqueiro com muitas informações ao mesmo tempo, já que as quantidades são controladas de acordo com a velocidade da moto, significando que quanto maior a velocidade mais informações irão surgindo ao mesmo tempo.

Outro fator importante integrado no GPS, foi a bússola que indica qual o lado que o motoqueiro deve seguir, basta que virar a cabeça para um dos lados, para que automaticamente ela indique qual o lado correto a seguir.

Devido a tecnologia acoplada ao capacete, não tem como pesar menos de 1,4 kg, representando um tamanho pouco maior que os convencionais. Convém esclarecer que esse capacete atende as normas de segurança estabelecidas pelos Estados Unidos, Europa, e Japão, e o acionamento da fala é reconhecido somente pelo idioma inglês, e funciona com bateria de lítio com duração de 1 dia.

O 1º protótipo foi feito há 5 anos, e vem sendo aperfeiçoado até o momento, e o capacete passou por diversos testes até chegar ao modelo atual, que integrará em seu interior não somente informações de GPS, como também de telefone, música, e comunicação.

O desenvolvimento do capacete LiveMap foi possível graças ao apoio do departamento de ciências de Moscou, mesmo assim, espera-se conseguir financiamento público, para que seja possível, que em 2014 o capacete já esteja a venda.

Quanta custa o capacete com GPS

Por se tratar de um capacete dotado de tecnologia avançada, o preço de lançamento será um pouco além do esperado para os milhares de motoqueiros, já que se estima que girará algo no valor de US$ 2 mil, que equivaleria hoje em cerca de R$ 4700,00, e somando ao valor dos impostos, e mais as taxas de importação para o Brasil, representaria um valor aproximado de R$ 7.136,00.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

capacete com gps,
capacete piloto de caça moto,
capacete com gps,
capacete livemap,
preço do capacete com gps,
gps no capacete,
preço do capacete livemap,
livemap,
capacete,
preço do capacete,

-#capacetecomgps
-#capacetepilotodecaçamoto
-#capacetecomgps
-#capacetelivemap
-#preçodocapacetecomgps
-#gpsnocapacete
-#preçodocapacetelivemap
-#livemap
-#capacete
-#preçodocapacete

Como abrir uma oficina mecânica?

Como abrir uma oficina mecânica?

Por que montar uma oficina mecânica?

Para quem tem paixão por motos e sabe consertá-los, ter uma oficina mecânica pode ser um negócio lucrativo. Entender como funciona a moto e os diferentes sistemas nele contido e ainda consertá-lo é um trabalho e tanto.

Mais importante do que saber consertar e fazer diversos reparos em uma oficina mecânica é o reconhecimento do cliente pelo trabalho feito e o atendimento. A reputação e a imagem do profissional sempre estão em jogo, sua habilidade como mecânico, mas também como um empreendedor.

No começo, o cliente pode ficar com receio de fazer o serviço do negócio, por não conhecer tanto o trabalho do mecânico. Por isso, conserve sua imagem profissional, mostre conhecimento e segurança, e tenha um atendimento envolvente na área para ganhar reputação e serviços.

Planejando a sua oficina mecânica

Se estiver lendo este artigo, provavelmente está cheio de dúvidas e necessita se guiar por dicas para alcançar o objetivo de como montar uma oficina mecânica. O empreendedor que trabalha com dedicação e com persistência se esforçando um pouco a cada dia, chega ao seu objetivo cedo ou tarde os alcança.

A primeira e principal coisa a se fazer para iniciar o seu negócio é planejar. Levante todos os dados necessários para abrir uma oficina mecânica. Veja a documentação necessária, estrutura física, equipamentos e ferramentas, móveis e equipamentos para a parte administrativa, mão de obra, localização, entre outros itens.

Conheça o seu negócio e trace vários planos para obter as informações para montar a sua oficina. A informação está disponível, seja com pessoas ou instituições. Você pode consultar pessoas que atuam na área, clientes que foram atendidos em oficinas mecânicas em sua região, caso a coisa fique mais complexa é recomendável a ajuda de profissionais da área de consultoria ou similar.

Iniciar o seu negócio da forma correta e da melhor maneira possível é fundamental para quem quer ficar estável no mercado e se tornar financeiramente independente. Lembre-se, nunca pare de atualizar, sempre pode haver imprevisto ou influência externa que você não tem controle como crises e alterações de leis. A melhor forma de evitar ou minimizar prejuízos é sempre ficar planejando e estudando o mercado.

Criando a sua oficina mecânica

Nessa etapa o empreendedor já tem todas as informações disponíveis para enfim iniciar o sua oficina mecânica. Monte com paciência o seu negócio e fique atento a todas os itens; um erro nessa etapa pode atrasar  o lançamento do negócio.

Certifique-se de que todas as ferramentas necessárias para os mais diversos serviços estão disponíveis, veja se os funcionários contratados têm as habilidades necessárias para atender a demanda e são treinados para um bom atendimento, se a localização do seu negócio favorece a vinda de clientes, além de muitos outros detalhes que devem ser notados.

É importante também organizar as ferramentas da oficina e fazer manutenção constante nos equipamentos para não comprometer a qualidade dos serviços. Dependendo da quantidade de funcionários que existir em sua empresa, será necessário organizar e dispor os equipamentos de modo que vários serviços sejam executados ao mesmo tempo sem interrupções.

Uma dica para economizar ao montar uma oficina é procurar uma oficina mecânica para venda, assim você poderá pagar mais barato por todos os equipamentos necessários, sem contar que irá aproveitar o ponto.

Durante o processo de montagem, muitas ideias para incrementar o negócio irão surgir. Anote tudo sempre: isso pode fazer a diferença em seu negócio e gerar maiores lucros.

Importância do cadastro de clientes

Com o aumento nos serviços, o contato com diversos clientes e a expansão do negócio, fica difícil lembrar com detalhes o que foi feito em um carro em determinada época. Informações sobre garantia de peças e de serviços se não forem armazenadas e guardadas de forma organizada podem gerar um desconforto para o cliente em um retorno à oficina. Você pode utilizar um sistema loja virtual ou uma planilha do Excel para se organizar.

Assim, tenha um registro de seu estoque de peças e faça um cadastro de clientes. Os sistemas de cadastro de cliente podem ser de variados modos. Há versões pagas e gratuitas de softwares para instalar em seu computador, tudo vai depender da necessidade do empreendedor e de como ele realizará o processo de cadastramento. As versões pagas são as mais completas e é recomendado para empresas maiores e com grande volume de clientes. Já as versões gratuitas são menos completas, mas assim mesmo, atendem bem às necessidades de quem está começando a usar este tipo de sistema. Embora possa parecer besteira, contratar uma agência de publicidade pode alavancar muito seu negócio.

Decisão de compra dos clientes

Um dos itens considerados pelo consumidor ao procurar uma oficina mecânica é o preço e a qualidade. Quanto melhor o seu negócio satisfizer essas duas condições, melhor será para o seu faturamento no fim do mês. Por isso, tenha em mente oferecer um serviço diferenciado e um preço competitivo, dando sempre o suporte necessário ao consumidor.

Uma boa dica é mandar o carro para o lava rápido antes de entregar ao cliente, costuma ser um diferencial.

Para alguns reparos de carros são exigidos certificações por parte do empreendedor ou do funcionário. Quanto mais a sua empresa tiver certificação em especialidades em reparos, melhor será a confiança do cliente em seus serviços. Alguns concorrentes dominam certos tipos de serviços e produtos, conheça quais produtos e serviços são esses e ofereça um serviço de melhor qualidade para ganhar mais clientes.

Uma boa dica é conseguir seguradoras como clientes, elas pagam bem e tem uma demanda muito alta.

Sempre fique de olho no mercado e na maneira como ele se comporta. As oportunidades de negócio exigem visão do empreendedor para criar um melhor desempenho. Quanto mais conhecer a decisão de compra do cliente e a maneira como ele é motivado a comprar, mais fácil será para obter lucros para a sua empresa. Mantenha-se atualizado, faça cursos na sua área e depois repasse para seus funcionários.

[email protected]

Manutenções preventivas 

Em épocas de feriado, é costume uma quantidade maior de pessoas percorrer longas distâncias para viajar. Consequentemente, os clientes costumam fazer revisões em seu carro à procura de defeitos e problemas que podem ocorrer ao pegar a estrada em uma longa viagem.

Promova esse tipo de serviço de manutenção preventiva mesmo quando não há feriados prolongados. Incentivar o consumidor a fazer isso regularmente faz com que a sua oficina mecânica fique cada vez mais conceituada. Se é um cliente fiel ou dependendo do caso, nem é necessário cobrar, principalmente quando o serviço for muito barato e simples. Isso atrai mais pessoas.

Ofereça meios flexíveis para pagamento. Verifique quais deles mais se adequam ao seu negócio e administre o seu cadastro de clientes, dependendo da região onde está instalada a sua oficina mecânica pode mudar as formas de pagamentos.

Ofereça os serviços com a sua respectiva tabela de preços. Analise a concorrência e obtenha uma boa competitividade. Às vezes, cobrar demasiadamente é prejudicial e muito barato também. Saiba equilibrar preço com qualidade e oferecer no final um serviço que satisfaça o cliente.

Cuidados com a sua oficina mecânica

Com o cuidado em oferecer um serviço de qualidade, bom tratamento e limpeza adequada de sua oficina mecânica, a reputação de sua empresa cresce. Jamais se descuide desses itens. Pequenos incidentes, imprevistos e inconvenientes podem afetar sua reputação perante os clientes. Sempre monitore essas questões e ofereça um canal de comunicação com o cliente.

Não deixe de contratar um bom escritório de contabilidade para fazer a gestão de pagamentos de funcionários e cuidar da sua declaração de imposto de renda.

Tenha atenção também aos prazos pedidos pelos clientes. Alguns deles necessitam do reparo, compra ou venda de produtos e/ou serviços em um determinado tempo. Isso acontece muito em épocas de feriados prolongados com o aumento de pedidos de revisão. Tenha um plano em mãos  para não passar sufoco ao entregar os serviços e produtos de sua empresa.

Você precisa lembrar que os carros dos clientes estarão guardados na sua oficina, ou seja, você tem uma grande responsabilidade em suas mãos, por isso, contrate uma boa empresa de segurança.

Fonte: www.novonegocio.com.br

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

abrir uma oficina,
oficina mecânica de motos,
abrir oficina mecanica,
como montar uma oficina mecanica,
oficina mecânica de motos,
oficina de moto,
onde abrir uma oficina,
como abrir uma oficina mecânica,
oficina de moto em sp,
investir em oficina de moto,

-#abrirumaoficina
-#oficinamecânicademotos
-#abriroficinamecanica
-#comomontarumaoficinamecanica
-#oficinamecânicademotos
-#oficinademoto
-#ondeabrirumaoficina
-#comoabrirumaoficinamecânica
-#oficinademotoemsp
-#investiremoficinademoto

COMO CUIDAR DA APARÊNCIA DE SUA MOTO

COMO CUIDAR DA APARÊNCIA DE SUA MOTO

Os carros e motos precisam ser tratados com carinho, afinal, são os companheiros perfeitos para levá-lo a muitos lugares, não é mesmo? Então, nada mais justo do que tratá-los muito bem, assim, o seu bem material tem uma vida útil mais prolongada.

Confira abaixo algumas dicas de como cuidar da aparência de sua moto

  • A moto pode ser lavada em qualquer momento do dia, apenas, certifique-se sempre que está fria, isso, evita que ocorra um choque térmico no escapamento, ou, em outras peças mais delicadas, senão a economia pode gerar prejuízos.
  • Prefira lavar a moto com balde, já que mangueiras ou máquinas de pressão, podem afetar alguma parte do motor, principalmente se entrar água no escapamento, ou, nas entradas. Comece molhando a carenagem, o tanque, as rodas e o motor, apenas com água e sem esfregar.
  • Em seguida adicione um xampu no balde com água, próprio para a lavagem de motos, ou, de carro, nunca passe o xampu direto na lataria, molhe um pano novo e macio, e comece a lavar de cima para baixo.
  • Deixe as rodas e o motor para serem lavados por últimos.
  • Para a lavagem das rodas e do conjunto do motor e exaustão, é preciso ter um pouco mais de paciência, e utilizar pano, escovas e pincéis para não riscar nada e tirar qualquer sujeira, e se preferir, para esta parte da moto pode fazer uma mistura de água e querosene na proporção de 5/1.

  • Então é só aplicar a mistura sem esfregar, na corrente, na coroa traseira e nas juntas internas dos escapamentos, aguarde 5 minutos e retire apenas com água.
  • Já o motor precisa ser lavado apenas com água e sabão neutro, também com pano e escova para limpar as paletas de resfriamento do cilindro com cuidado, assim, como os raios das rodas.
  • Na hora de secar a moto, é fundamental que tenha panos novos ou limpos sem resíduos de terra que podem riscar a pintura, e sempre devem ser escolhidos os macios.
  • As partes elétricas da moto merecem atenção especial, por isso, depois de enxugar tudo, capriche utilizando um secador de cabelos somente nessas partes.
  • Agora é a vez da cera, novamente a regra é utilize outro pano novo, isso, garante a durabilidade de seu serviço, com a certeza que não vai ficar nenhum fiapo ou risco.
  • É importante encerar a moto a cada 30 dias, assim, a pintura permanece inalterada por mais tempo e ainda, não sofre tanta agressão do sol e da chuva.
  • Nos pneus de motos não é recomendado o uso do conhecido pretinho para dar brilho, pois, pode deixar os pneus mais lisos e derrapar, o ideal é passar cera de carnaúba também com um pano que seja apenas para este fim.
  • Quanto as partes de borracha ou de plástico pode passar silicone com um pano macio, inclusive no banco, com cuidado para não ficar escorregadio demais, ou, se preferir pode passar um hidratante corporal, isto evita que o couro resseque.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Post Relacionados

Palavras Chave

cuidar da aparencia,
como cuidar da aparencia,
como cuidar da moto,
querosene na moto,
como cuidar da aparência,
lavando a moto,

-#cuidardaaparencia
-#comocuidardaaparencia
-#comocuidardamoto
-#querosenenamoto
-#comocuidardaaparência
-#lavandoamoto

Moto Flex é realmente é mais econômica?

Moto Flex é realmente é mais econômica?

As Motos Flex são Realmente mais Econômica?

Com a alta nos preços dos combustíveis pesando cada vez mais no bolso do consumidor, mesmo para quem anda somente de moto, talvez, uma boa opção para reduzir custos, é partir para a moto flex, mas, será que vale a pena ter uma moto flex realmente?

Os proprietários de veículos flex não abrem mão dessa economia que faz toda a diferença no final do mês, e aos poucos o mercado brasileiro vem crescendo com as motos com essa tecnologia, claro que isso não significa que tem uma aceitação total por parte dos motociclistas, na realidade divide a opinião entre a categoria.

Comparação entre as Motos

Para saber se realmente vale a pena ter uma motocicleta flex, é necessário fazer algumas comparações e talvez esclarecer outras, claro que no final, o que prevalece mesmo é a opinião de cada um, basta acompanhar os esclarecimentos a seguir para se chegar numa conclusão.

Sem dúvida o preço do etanol é bem mais barato que a gasolina, isso, seria uma grande economia, só que comparando o rendimento entre os dois, 1 litro de álcool rende 30% menos que 1 litro de gasolina, isso significa que o valor gasto ao encher o tanque com etanol, compensa mais que encher com gasolina, só que não oferece a mesma autonomia, ou seja, vai ter que abastecer mais vezes.

Outro fato é que a maioria dos carros flex tem um recipiente a parte, separado do tanque de combustível onde pode ser abastecido com gasolina que serve para auxiliar a dar a partida no carro principalmente nas regiões mais frias, além da capacidade plena do tanque principal, é claro.

No caso da motocicleta flex, como não vem com esse recipiente a parte, o motociclista é obrigado sempre a abastecer com um pouco de gasolina misturada no mesmo tanque, só que mesmo que o etanol esteja mais barato que a gasolina, não se pode esquecer que o tanque de gasolina possui um espaço limitado.

A consequência disso, é que um tanque de gasolina dura mais do que um tanque de etanol em relação à distância, ou seja, em média, a autonomia de um tanque de gasolina é 70% maior, por isso, a motocicleta flex será abastecida mais vezes. Neste caso, é bom fazer as contas na ponta do lápis, para verificar se realmente vale a pena ter uma motocicleta flex, ou, continuar na moto a gasolina.

desempenho das motos flex
desempenho das motos flex

Desempenho das Motos Flex

Outra questão que pode incomodar e muito os motociclistas, é em relação ao desempenho da máquina, já que ainda, não tem como afirmar se a potência pode sofrer alguma variação, mas, claro que caso não corresponda a velocidade esperada, o esforço do motor com certeza, vai provocar a queima mais rápida do combustível, isto obrigaria a completar o tanque mais cedo.

Mesmo assim, a moto flex pode ser econômica sim, já que tem como fazer economia de combustível, vai depender apenas da temperatura alcançada no funcionamento do motor, isto quer dizer que a economia começa depois de alguns quilômetros rodados, por isso, a moto flex é ideal para fazer viagens longas, já para o uso cotidiano, o ideal é anotar a quilometragem e calcular se vale a pena.

Seja como for, é difícil chegar numa conclusão, se vale a pena ter uma moto flex, isto porque é apenas uma explanação de ideias, na verdade as pessoas adquirem o tipo de veículo seja carro ou moto, flex ou não que mais agrada, e muitas vezes o preço do produto ajuda na decisão.

Quanto aos preços dos combustíveis tem realmente diferença de valores, mas, vários outros fatores também devem ser levados em conta, por exemplos, a moto é somente para trabalho, locais por onde transitará será asfalto, terra, distâncias longas, curtas, com ou sem garupa, é fundamental que analise tudo para saber se vale a pena ter uma moto flex.

Post Relacionados

Palavras Chave

  • #motosflex
  • #motoeconomica
  • #motoflex
  • #qualamotomaiseconomica
  • #motomaiseconomica
  • #motoflex
  • #motosmaiseconomicas
  • #comosaberseamotoéflex
  • #motoseconômica
  • #oqueémotoflex
  • #motoeconomicaebarata
  • #motoseconomicas
youtube logo 2e4rodas

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

O que é preciso para montar um Motocenter

O que é preciso para montar um Motocenter

como montar um Motocenter
como montar um Motocenter

Exigências Legais e Específicas para montar um Motocenter

Sobre as questões legais, a primeira coisa que é importante para montar um Motocenter, é necessário contratar um(a) contador(a) profissional legalmente habilitado(a) para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo(a) na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários de inscrição exigidos pelos órgãos públicos. O(A) contador(a) também pode informar sobre a legislação tributária pertinente ao negócio. Mas atenção: certifique-se de que este prestador(a) de serviços seja um(a) profissional habilitado(a) no Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e que inexistam reclamações registradas contra ele. Dê preferência aos contadores que ofereçam, além de assessoria fiscal e tributária, outros serviços contábeis.
Vale lembrar que toda oficina mecânica está sujeita à legislação ambiental de cada estado, especialmente com relação às emissões atmosféricas (ruídos, fumaça e etc.), ao uso de pistola de pressão (pinturas) e à disposição de resíduos sólidos e efluentes líquidos (óleos, graxas etc.).

Portanto, o órgão de gestão ambiental estadual deve ser consultado sobre a legislação pertinente.
O Empreendimento somente poderá iniciar suas atividades depois de cumpridas as seguintes etapas:

  1. a) Registro da empresa nos seguintes órgãos:
    – Junta Comercial;
    – Secretaria da Receita Federal (CNPJ);
    – Secretaria Estadual de Fazenda;
    – Prefeitura Municipal, para obter o alvará de funcionamento;
    – Enquadramento na Entidade Sindical Patronal em que a empresa se enquadra (é obrigatório o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal por ocasião da constituição da empresa e até o dia 31 de janeiro de cada ano);
    – Caixa Econômica Federal, para cadastramento no sistema “Conectividade Social – INSS/FGTS”;
    – Corpo de Bombeiros Militar.
  2. b) Visita à Prefeitura Municipal da cidade onde pretende instalar a oficina de motocicletas para fazer a consulta do local e emissão das certidões de Uso do Solo e Número Oficial;
  3. c) Se for contribuinte do ICMS (venda de autopeças), registrar a empresa na Secretaria da Fazenda do Estado;
  4. d) Inscrição da empresa na Prefeitura Municipal para obtenção do Cadastro de Contribuinte do ISS;
  5. e) Registro na Previdência Social para inscrição da empresa no INSS.

Quais são os equipamentos para montar um Motocenter

São necessários os seguintes móveis e equipamentos:

Mobiliário e equipamentos para a área administrativa:

  • Microcomputador completo;
  • Impressora;
  • Impressora de cupom fiscal;
  • Telefones;
  • Mesas;
  • Cadeiras;
  •  Armário para o escritório;
  • Estante para escritório;

Equipamento e tecnologia para a oficina e almoxarifado:

Equipamento e tecnologia para a oficina e almoxarifado:

  •  Multímetro;
  • Caneta de polaridade com iluminação;
  •  Manômetro;
  • Máquina de testes e limpeza de injetores de motos;
  • Ex-fuel;
  • Analisador eletrônico microprocessador de mistura para regulagem e afinação do motor;
  • Analisador digital de CO;
  • Analisador de mistura, analisador de performance e diagnóstico rápido;
  •  Scan code EFI;
  • Rastreador para injeção eletrônica multimarcas;
  • Rastreador para injeção eletrônica para moto Harley Davidson;
  • Rastreador para injeção eletrônica para motos BMW;
  • Rastreador para injeção eletrônica para motos Triumph;
  • Mapas de powercommander;
  • Dinamômetro portátil;
  • ECU reprogramável;
  • Reprogramador de combustível para moto Suzuki;
  • Reprogramador de combustível para moto Kawasaki;
  • Reprogramador On-Line de ECU;
  • Prateleiras para estoques;
  • Troca de óleo à vácuo;
  •  Desmontadora de pneus;
  • Elevador pneumático;
  •  Balanceadora de rodas;
  •  Bancadas de serviços;
  •  Alinhador de chassi universal;
  • Conjuntos de ferramentas para motocicletas (ferramentas de uso geral e especiais para determinadas marcas e modelos).
    Convém que o empreendedor busque informações junto aos fabricantes para conhecer o tempo médio de obsolescência dos equipamentos. Assim, ele poderá realizar a análise de custo-benefício para sua aquisição (se novos ou usados), bem como planejar a reposição quando necessária.

Como é a Organização do Processo Produtivo de um Motocenter

O processo produtivo de uma oficina de motocicletas compreende atividades operacionais e administrativas tais como:

O processo produtivo de uma oficina de motocicletas compreende atividades operacionais e administrativas tais como:
Operacionais:

  • Atendimento e venda de peças diretamente aos consumidores;
  • Atendimento da Oficina (abertura da O.S. – Ordem de Serviço);
  • Diagnóstico e Reparo Técnico;
  • Fechamento da O.S.;
  • Cobrança e Entrega da Motocicleta;
    Administrativa Financeira:
  • Inclui a gestão de RH, finanças, controle de estoque e relacionamento com bancos, fornecedores e prestadores de serviço;
  • Marketing e relacionamento com os clientes.


Observação: Em geral as oficinas oferecem o atendimento completo com serviço técnico e venda de peças. Os serviços incluem a assistência técnica especializada e reparos de motos nacionais e importadas.

Quais são os principais serviço?

• Alinhamento (chassis, rodas, etc.);
• Balanceamento e desempeno de rodas;
• Revisão elétrica (iluminação, sinalização e ignição);
• Revisão mecânica, regulagem e reparos dos sistemas de freio, suspensão, transmissão, alimentação e lubrificação;
• Substituição de peças (guidom, vela de ignição, disco de freio, etc.);
• Instalação de acessórios (baús, bagageiro, protetores de tanque de combustível, etc.).
Independente do tamanho da empresa, todas essas etapas devem ser cumpridas. A variação dependerá do tamanho da produção e automação necessária e desejada para um produto de melhor qualidade. Cada etapa mencionada deve ser entendida e pensada antes de ser iniciada.

É fundamental que o empreendedor esteja atento aos cuidados com a preservação ambiental. O acúmulo de peças sucateadas deixa o ambiente com aspecto desagradável e oportuniza a proliferação de insetos, roedores e outras pragas. Óleo usado, gasolina e outros produtos químicos não devem, em nenhuma hipótese, serem descartados na rede de esgoto. Baterias velhas são poluentes de alto impacto, pois possuem chumbo, plástico e ácido sulfúrico, sendo necessário um cuidado especial para o descarte. Pneus juntam água e se transformam em ambiente propício para a proliferação do mosquito da dengue. Esses materiais requerem cuidados especiais e devem ser encaminhados para o fabricante, ou para uma empresa recicladora que mereça confiança. Peças metálicas e plásticas devem ser encaminhadas para reciclagem em empresas ou cooperativas. Além do benefício ao meio ambiente o descarte de produtos recicláveis ainda gera um pequeno retorno financeiro.

Qual o investimento necessário Investimento?

Investimento compreende todo o capital empregado para iniciar e viabilizar o negócio até o momento de sua auto-sustentação. Pode ser caracterizado como:

  • investimento fixo > compreende o capital empregado na compra de imóveis, equipamentos, móveis, utensílios, instalações, reformas etc.;
  • investimentos pré-operacionais > são todos os gastos ou despesas realizadas com projetos, pesquisas de mercado, registro da empresa, projeto de decoração, honorários profissionais e outros;
  • capital de giro > é o capital necessário para suportar todos os gastos e despesas iniciais, geradas pela atividade produtiva da empresa. Destina-se a viabilizar as compras iniciais, pagamento de salários nos primeiros meses de funcionamento, impostos, taxas, honorários de contador, despesas de manutenção e outros.

Investimento compreende todo o capital empregado para iniciar e viabilizar o negócio até o momento de sua auto-sustentação. Pode ser caracterizado como:

  • investimento fixo > compreende o capital empregado na compra de imóveis, equipamentos, móveis, utensílios, instalações, reformas etc.;
  • investimentos pré-operacionais > são todos os gastos ou despesas realizadas com projetos, pesquisas de mercado, registro da empresa, projeto de decoração, honorários profissionais e outros;
  • capital de giro > é o capital necessário para suportar todos os gastos e despesas iniciais, geradas pela atividade produtiva da empresa. Destina-se a viabilizar as compras iniciais, pagamento de salários nos primeiros meses de funcionamento, impostos, taxas, honorários de contador, despesas de manutenção e outros.

Para uma atividade de oficina de motocicleta de pequeno porte o empreendedor deverá dispor de aproximadamente R$ 102.720,00 para fazer frente aos seguintes itens de investimento:

  • Reforma e/ou adaptação de instalações > R$ 20.000,00;
  • Luminoso e fachada > R$ 2.000,00;
  • Despesas de abertura da empresa > R$ 3.500,00;
  • Marketing inicial > R$ 1.500,00;
  • Mobiliário para a área administrativa > R$ 3.100,00;
  • Prateleiras para estoques: 10 > R$ 2.000,00;
  •  Armários e bancadas de trabalho > R$ 3.800,00;
  • Jogos de Ferramentas Genéricas > R$ 7.500,00;
  • Jogo de Ferramentas Especiais > R$ 9.500,00;
  • Troca de óleo à vácuo > R$ 1.650,00;
  •  Desmontadora de pneus > R$ 4.300,00;
  • Elevador pneumático > R$ 6.720,00;
  •  Balanceadora de rodas > R$ 4.650,00;
  • Alinhador de chassi universal > R$ 15.500,00.


Sub-total > R$ 85.720,00
Capital de giro > R$ 17.000,00
Total geral > R$ 102.720,00
Para uma informação mais apurada sobre o investimento inicial, sugere-se que o empreendedor utilize o modelo de plano de negócio disponível no SEBRAE.

O SEBRAE local poderá ser consultado para orientação.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave:

  • #comomontarumamoto
  • #comomontarumaoficinademotos
  • #jogosdemontarmotos
  • #comomontarumaoficinademoto
  • #montarmoto
  • #alinhadordechassidemoto
  • #montaroficinademoto
  • #comomontaroficinademoto
  • #comomontarmoto
  • #motodemontar
Conheça o Sistema de Jaqueta Air-Bag sem Fio.

Conheça o Sistema de Jaqueta Air-Bag sem Fio.

Conheça o Sistema de Jaqueta Air-Bag sem Fio.
Conheça o Sistema de Jaqueta Air-Bag sem Fio.

O primeiro sistema de Jaqueta Air bag sem fio

A Ducati apresentou, na Itália, a nova Multistrada D-Air, moto que é a 1ª de produção em série do mundo a trazer sistema de acionamento de jaqueta com Airbag por sistema sem fio, declarou a marca. Com dispositivo wireless integrando moto e jaqueta especial da marca Dainese, a tecnologia tem objetivo de reduzir ferimentos para o motociclista em caso de colisão ou queda.

Sensores monitoram o comportamento da moto e seus ocupantes e aciona em 45 milissegundos os airbags nas jaquetas do piloto e do garupa. O modelo ainda não teve o preço revelado e começa a ser vendido a partir de maio na Europa.

Sistema de Jaqueta Air-Bag sem Fio.

O conjunto da jaqueta air-bag com a Moto

Na maioria das jaquetas com airbag, o acionamento das bolsas de ar é iniciado após um fio que une a moto à jaqueta se soltar. A empresa não informou se existirão outras mudanças técnicas na Multistrada, o modelo mais aventureiro da Ducati.

Se mantiver o conjunto, o motor será de dois cilindros e 1.198,4 cc, que é capaz de gerar 150 cavalos de potência a 9.250 rpm. O modelo possui outras tecnologias de segurança, como freios ABS e controle de tração.

Fonte:  www.g1.globo.com acessado em 24 de março de 2014.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

jaqueta air bag,
jaqueta com airbag,
jaqueta airbag moto,
jaqueta airbag,
jaqueta inflavel,
jaqueta moto airbag,
airbag para motos,
jaqueta com air bag,
jaqueta com airbag para motociclista,
jaqueta air bag moto,
airbag de moto,
moto com airbag,
airbag moto,
jaqueta de motoqueiro com airbag,
jaqueta inflavel moto,
jaqueta moto com airbag,
air bag moto,
jaqueta inflável,
airbag para motociclista,

-#jaqueta air bag
-#jaqueta com airbag
-#jaqueta airbag moto
-#jaqueta airbag
-#jaqueta inflavel
-#jaqueta moto airbag
-#airbag para motos
-#jaqueta com air bag
-#jaqueta com airbag para motociclista
-#jaqueta air bag moto
-#airbag de moto
-#moto com airbag
-#airbag moto
-#jaqueta de motoqueiro com airbag
-#jaqueta inflavel moto
-#jaqueta moto com airbag
-#air bag moto
-#jaqueta inflável
-#airbag para motociclista

Saiba como foi a Evolução das Motos Antigas

Saiba como foi a Evolução das Motos Antigas

evolução das motos antigas
evolução das motos antigas

Quando surgiu a primeira moto e sua evolução?

A evolução nas motos antigas teve início ainda, no final do século XIX, em 1894 na Alemanha, foi quando ouviu-se falar pela 1 ª vez de uma fábrica exclusiva para a fabricação de motos, e o nome deste fabricante era Hildebrand & Wolfmüller.

Logo no 1º ano de funcionamento, a Hildebrand & Wolfmüller, teve um verdadeiro “boom” que chamou a atenção de centenas de fãs para seu novo veículo, já que era uma novidade no mercado, e a resposta veio em forma de vendas, cerca de 200 unidades foram comercializadas num curto espaço de tempo.

Evolução das Motos na Europa

Esta empresa também contribuiu muito para a melhoria dos motores que viriam a seguir, com a criação do sistema de arrefecimento, pois, desenvolveu um sistema de refrigeração necessária para o controle da temperatura nos motores em geral.

Foi entre o final do século XIX e o início do século XX que houve o crescimento na demanda para a fabricação de motos em várias partes do mundo.

Na Europa durante este período, houve registros da instalação de aproximadamente 43 fábricas de motos, enquanto nos EUA, tinham somente 20 empresas as quais foram instaladas nas cidades de Columbia, Orient e Minneapolis no ano de 1910, e isso, foi um período marcante de muitas conquistas tecnológicas que ajudou na evolução nas motos antigas!

Evolução das Motos Japonesas

A fabricação das motocicletas japonesas deram início após a Segunda Guerra Mundial, e sem dúvida, a introdução da marca no mercado, veio para complementar o panorama motociclístico mundial, com a produção de novos modelos que acabou gerando uma nova expectativa diante dos fãs de duas rodas.

Dessa forma, as motos ganharam alta tecnologia, melhorando cada vez mais na performance, graças aos motores mais leves e potentes, além do design avançado, de baixo custo e com a promessa de um conforto maior, isto determinou o que o público realmente queria, assim, contribuiu para o fechamento de milhares de outras empresas no mundo.

Finalmente até o presente momento, pode-se dizer que o mercado está bem equilibrado mesmo porque, todos os anos os fabricantes lançam novos modelos, a fim de assegurar boas e maiores vendas, e isso, agrada ao consumidor, já que se vê as voltas de lançamentos para todos os gostos e bolsos.

[email protected]

O surgimento das Motos BMW

Ainda, dentro da breve história das motos antigas, no ano de 1916, foi fundada a BMW, na realidade chama-se Bayerische Motoren Werke, e foi a 1ª a consagrar-se como fabricante de motores para aviões, e posteriormente para barcos e também caminhões.

Na qualidade de fabricante de motos, foi somente em 1923, que a R 32 nasceu já com o conjunto motriz que mais tarde, ficou famosa pela marca BMW Motorrad, a qual tinha motor boxer de cilindros opostos e a transmissão final feita por eixo cardã, já a R 23 marcou o início da história de sucesso na fabricação de motos alemã.

evolução das motos antigas da Alemanha
evolução das motos antigas da Alemanha

Depois dessa breve história na evolução de motos antigas que fazem parte do tesouro pessoal de muitos aficionados, vamos relembrar alguns dos modelos que marcaram época no mundo:

Harley-Davidson Fat Boy

Uma das mais tradicionais motos de fabricação americana que reúne milhares de admiradores. A fabricação das motos Harley Davidson tiveram início em 1903, e continuam em alta escala de produção.

Yamaha RD350LC

Ficou muito conhecida na década de 1980 como “Viúva Negra”. Até hoje faz a cabeça de muita gente.

Honda XL 250R

A resistência da Honda XL 250R era o que chamava a atenção do consumidor. No Brasil teve de ser adaptada principalmente devido a gasolina brasileira ter menor octanagem, além de 25% de álcool incluído.

Yamaha Ténéré XT600

A Yamaha Ténéré XT600 foi lançada no exterior em 1983 devido ter sido um sucesso no “Rali”, aqui no Brasil chegou somente em 1993.

Suzuki GSX-R 750

A GSX-R 750 foi uma motocicleta esportiva lançada em 1985, e uma das primeiras com preço acessível mesmo com o visual das motos de corrida dotada de muita tecnologia.

Honda CBX 750F

A Honda CBX 750F antes de ser fabricada no Brasil a partir de 1986, tinha de ser importada do Japão, e na época já fazia muito sucesso, pois no mercado não havia nenhum modelo com o mesmo designe avançado, além do motor potente que atingiam 200 km/h, incomparáveis é claro, a velocidade que pode chegar hoje em dia.

Com certeza centenas de outros modelos que merecem destaques deixaram de ser mencionados, seja como for, esta é somente uma amostra da evolução nas motos antigas dos últimos 122 anos.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Post Relacionados

Palavras Chaves

evolução da moto,
evolução das motos,
evolução da motocicleta,
a evolução da moto,
motos antigas nomes,
motos antigas a venda em minas gerais,
motos antigas,
motosantigas,
evolução motos,
evolução moto,
motocicletas antigas,
motos antigas harley davidson,
nomes de motos antigas,

-#evoluçãodamoto
-#evoluçãodasmotos
-#evoluçãodamotocicleta
-#aevoluçãodamoto
-#motosantigasnomes
-#motosantigasavendaemminasgerais
-#motosantigas
-#motosantigas
-#evoluçãomotos
-#evoluçãomoto
-#motocicletasantigas
-#motosantigasharleydavidson
-#nomesdemotosantigas

As maiores dúvidas sobre Vulcanização

As maiores dúvidas sobre Vulcanização

O que é Vulcanização:

Vulcanização tecnicamente, grosso modo, é o processo de criação da borracha através do aquecimento do composto a base de enxofre e o posterior resfriamento rápido.

Nas borracharias vulcanização é o nome dado a recuperação de pneus cortados, que por também usar o composto cru da borracha, calor e posterior resfriamento justifica-se o empréstimo do termo. Um equívoco comum entre os clientes perguntar se a borracharia “vulcaniza a frio”. Não existe vulcanização “a frio” – Vulcanização é sempre “a quente” tanto que o nome Vulcanização segue a mesma origem etimológica da palavra Vulcão. Outro equívoco comum e confundir o termo vulcanização com Galvanização. Galvanização é um tratamento que o ferro sofre para se evitar ferrugem no material; Portanto Se é borracha  é vulcanização se é vulcanização é “a quente”.

[email protected]

Quais as maiores dúvidas sobre vulcanização?

1-Como é feito uma vulcanização?

O serviço de vulcanização é a fusão (calor) de materiais próprios da composição de um pneu (borracha, lona, nylon) sobre uma área cortada reconstituindo o dano sobre o pneu.

2-A Vulcanização é um processo seguro?

Sim, desde que realizada por profissional capacitado.

3- lojas de pneus costumam condenar a Vulcanização, isso faz sentido?

Sim, infelizmente a maioria das borracharias não tem profissional capacitado. Muitas vezes o Borracheiro não é mais que um trabalhador amador e autodidata o que é suficiente para reparos de furos (pregos), mas não uma Vulcanização. Uma boa forma de seleção é procurar por indicações, empresas com vários anos de mercado e sempre testar o conhecimento de quem atende – Não é uma empresa registrada (nota fiscal), não demonstra conhecimento técnico, vá embora! Um serviço de Vulcanização mal feito pode ser perigoso.

4- Então todo pneu cortado poderá ser vulcanizado?

Não, é necessário fazer uma análise do tamanho e posição do corte, a medida do pneu e o estado geral também influenciam na análise.

5- Cortes na Banda do pneu são mais seguros de vulcanizar do que os cortes laterais?

Nem sempre, diferente da lateral a Banda é composta, também, por uma sinta de aço, dependendo do tamanho do dano nesta sinta não será possível vulcanizar o pneu com um resultado satisfatório. É possível compensar a borracha, a lona e o nylon danificados, mas ainda não é possível fazer o mesmo com o aço. Outro equívoco comum, na lateral do pneu não há aço, a lateral precisa ser muito flexível caso contrário rapidamente racharia.

6- A vulcanização tem Garantia? Poderei usar o pneu normalmente?

Sim, Qualquer produto ou serviço legalmente precisa ter no mínimo 3 meses de garantia, porém este é apenas um prazo legal, em qualquer serviço ou produto feito com qualidade espera-se que a durabilidade dos mesmos seja muito maior e a vulcanização não foge a este padrão. As vulcanizações realizadas na JM estão habilitadas para rodar na dianteira, traseira, na cidade ou na estrada. Aproveitando para corrigir outro engano comum, pneus duvidosos não devem ser colocados nunca, mas em caso de emergência devem ser colocados na dianteira, contrariando uma crença comum, há uma vasta literatura sobre isso que poderá ser consultada na internet.

7- Então as Vulcanizações realizadas na JM nunca apresentam problemas?   

A existência da garantia admite que uma falha possa acontecer em qualquer processo de produção em qualquer empresa, esta máxima vale tanto para a gigante Pirelle quanto para a Vulcanização JM. Nossa margem de erro hoje se encontra inferior a 2% dos pneus Vulcanizados, nestes casos observa-se lento esvaziamento do pneu, nunca o estouro. Quanto ao estouro de pneus, estes ocorrem em duas situações; Uma pancada em objetos ou buracos, ou quando apresentam defeitos estruturais (deformações)  graves e neste caso o pneu “avisa” o condutor com muita antecedência através de vibrações fortes na direção ou na traseira\carroceria do carro.

8- O que a garantia não cobre?

Qualquer garantia cobre por um determinado prazo falhas na produção e não acidentes ou mau uso. No que se refere a vulcanização, não cobrimos a garantia quando ficar evidente que a vulcanização foi afetada quando o condutor rodou com o pneu com baixa pressão, seja por furo, pancada ou válvula. Um exemplo concreto, o cliente fura o pneu em uma via de transito rápido, certamente ele não poderá parar o veículo rapidamente rodando com o pneu no “osso” por vários metros, certamente a Vulcanização ficará comprometida (não por uma falha de produção) assim como qualquer pneu mesmo não vulcanizado, sendo neste caso um motivo da negativa da vulcanização.

9- E quanto aquele “ovo” na lateral do pneu?

“Ovo” na lateral é sempre ocasionado por pancada. É comum o cliente observar o surgimento do “ovo” na lateral e atribui o fato a um defeito de fabricação e dirige-se a loja onde adquiriu o pneu solicitando a garantia, neste caso a garantia sempre será negada pois é consenso entre todos os profissionais que trabalham com pneus que o “ovo” na lateral do pneu é decorrente de um corte em uma ou mais camadas daquela região do pneu ocasionado por pancada. Algumas lojas vendem acessório ao pneu um Seguro que repõe ao cliente um pneu novo em caso de acidente dentro de um período e uma quilometragem definida, neste caso o importante é não confundir seguro que é um serviço vendido com a garantia que é um direito em caso de defeitos na fabricação.

10- Meu pneu está com “ovo”, mas não vaza, é preciso vulcaniza-lo?

Sim. Quando ocorre vazamento significa que todas as camadas da lateral se romperam, no caso do “ovo” não houve rompimento de todas as camadas por isso não vaza, todavia é uma região fragilizada e uma nova pancada próxima ao “ovo” poderá ocasionar o rompimento total da lateral e o esvaziamento imediato do pneu, isso ocorrendo em alta velocidade equivale a um estouro e os riscos envolvidos nestas circunstâncias. Muitos clientes tendem a apenas esconder o “ovo” virando-o na roda e colocando-o para rodar atrás. Um comentário importante; virar o pneu na roda é apenas esconder o problema, não há solução alguma com esta medida, e quando colocado para rodar atrás, no caso de um estouro, potencializa-se o risco de um giro e até mesmo de um capotamento. Há uma crença generalizada, sobretudo entre os motoristas mais experientes, que pneus duvidosos devem ser colocados atrás. Na verdade pneus duvidosos devem ser vulcanizados ou retirados e não colocados para rodar, todavia em casos excepcionais, uma pesquisa rápida na internet mostrará vários textos e vídeos sérios que demonstram que pneus duvidosos devem rodar NA FRENTE – menor risco de capotamento.

11-O ovo some totalmente depois de vulcanizado?

Não. Dificilmente um “ovo” some totalmente depois de vulcanizado o pneu, a redução de seu volume normalmente encontra-se entre 70 a 80%. Mas é importante não confundir o não desaparecimento total do “ovo” com falda de qualidade e segurança do serviço. A vulcanização neste caso, não é para reduzir o “ovo”, mas, evitar que ele se rompa e a redução de seu volume é uma consequência da proteção posta dentro do pneu.

12- Ovo e deformações na banda, acidente ou defeito?

Poderão ocorrer as duas situações. Uma pancada forte poderá danificar a carcaça causando uma deformação na banda, erros de calibragem, defeitos na suspensão, reparos mal feitos, também podem gerar deformações na carcaça. Deformações na banda por defeito de fabricação podem ocorrer, todavia são raros e de difícil comprovação. Atenção o “ovo” na lateral SÃO SEMPRE causados por acidente, defeitos de fabricação não geram em nenhuma hipótese os conhecidos “ovos” na lateral.

13-Pneu vulcanizado “dá balanceamento”?

Sim. Um pneu vulcanizado da forma correta e com insumos de qualidade está em condições de ser balanceado. Importante frisar que o estado geral do pneu (muito gasto ou danificado pela suspensão) assim como a roda (empenada) alteram o resultado e qualidade do balanceamento, entretanto este balanceamento precário não está relacionado com a vulcanização do pneu.

14-Qual Preço de vulcanização?

Não existe um tabelamento oficial à prestação de serviços em geral, a vulcanização não foge a regra. A formação de preços segue fatores objetivos como, localização, conhecimento técnico, conforto, equipamentos, pontualidade… E também a fatores subjetivos como, por exemplo, taxa mínima de lucro a qual o profissional se propõe receber por determinado serviço. Um intervalo de preço comum para o serviço de vulcanização é entre 10 a 30 % do valor de um pneu novo, dependendo de caso a caso.

15- Quanto tempo é preciso para se vulcanizar um pneu?

Não é e não pode ser rápido, o tempo adequado para se fazer o serviço com qualidade são 2h 30min.

16- Pneus de perfil alto (lateral mais alta) tendem a ter menos problemas com cortes e “ovos”?

Sim. A maior altura proporciona maior flexibilidade e, portanto maior capacidade de absorção dos impactos.

Créditos

Doctor Tire -JM– Geometria Veicular – ENDEREÇO:

Referência de Alinhamento e Borracharia na zona sul de BH desde 1970.

LOCALIZAÇÃO: Av. Nossa Senhora do Carmo 450 – Dentro do posto Shell – Posto Ponte Nova – Referência: Primeiro posto Shell após o Chevrolet Hall.

Contatos:

 (31) 3221-8458

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

vulcanizar pneu de moto,
vulcanização de pneu de moto,
vulcanização pneu moto,
vulcanização é seguro,
vulcanizar pneu de moto é seguro,
como vulcanizar pneu de moto,
vulcanização pneu de moto,
conserto pneu moto,
vulcanização,
vulcanização de pneu bh,
pneu vulcanizado é seguro,
vulcanização de pneu é seguro,
vulcanizar,
vulcanizar pneu é seguro,

-#vulcanizarpneudemoto
-#vulcanizaçãodepneudemoto
-#vulcanizaçãopneumoto
-#vulcanizaçãoéseguro
-#vulcanizarpneudemotoéseguro
-#comovulcanizarpneudemoto
-#vulcanizaçãopneudemoto
-#consertopneumoto
-#vulcanização
-#vulcanizaçãodepneubh
-#pneuvulcanizadoéseguro
-#vulcanizaçãodepneuéseguro
-#vulcanizar
-#vulcanizarpneuéseguro
-#oqueévulcanização
-#vulcanizacao
-#vulcaniza
-#máquinadevulcanizarpneu
-#vulcanizaçãopneuéseguro
-#vulcanizarpneucombolhaéseguro
-#vulcanizaçao
-#comovulcanizarumpneu
-#vulcanizaçãopneu
-#empresadevulcanização
-#o’queévulcanizarpneu
-#pneuvulcanizado
-#processodevulcanizaçãodepneus
-#cursodevulcanização
-#balanceamentoderodademoto
-#vulcanizaçãoempneu
-#balanceamentopneumoto
-#vulcanizarpneu
-#vulcanizaçãodepneu
-#oqueévulcanizarpneu
-#pneuvulcanizadopresta
-#comovulcanizarpneu
-#serviçodevulcanização
-#vulcanizaçãoserviços
-#pneusvulcanizadossãoseguros
-#oqueévulcanizar
-#vulcanizaçãodepneusvaleapena
-#comovulcanizar

Conheça o Moto Clube Gaudérios do Asfalto – RS

Conheça o Moto Clube Gaudérios do Asfalto – RS

Quando surgiu o Moto Clube Gaudérios do Asfalto

O Moto Clube Gaudérios do Aslfalto foi fundada, de direito, em 21 de março de 1998, a AMGA nasceu de fato, em 1994, quando alguns motociclistas (Adauto, Gilnando, Cielo e Steglich) de Santa Maria iniciaram suas aventuras de moto pelo Brasil. Já em 1997, com o grupo acrescido de novos integrantes e com a denominação consolidada como “Gaudérios do Asfalto”, organizaram, em Santa Maria, o 1º MERCOCYCLE – Encontro de Motociclistas do Mercosul, que teve uma ótima aceitação, tanto da comunidade santa-mariense como daqueles que por aqui passaram com suas possantes motos.

A necessidade de preservação das marcas – do grupo e do evento – levou-os a registrar as marcas “Gaudérios do Asfalto” e “Mercocycle” junto a entidades oficiais de registro de marca no Brasil, bem como a Associação em sí como entidade civil.

A partir do 2º MERCOCYCLE realizado em 1998, a Associação passou a ser demandada pela sociedade através do Poder Público Municipal, Tribunal de Justiça e entidades assistenciais, para trabalhos comunitários e educativos, já que desenvolveu excelente conceito, passando a ser referência positiva, principalmente, entre os jovens da região. Desde então foram, várias participações em campanhas, tais como Caravana do Brinquedo com a RBS, Campanha do agasalho com as Prefeitura Municipais de Santa Maria, São Sepé, São Pedro do Sul e Restinga Seca, campanha para dotar o Corpo de Bombeiros, da região, de equipamentos de salvamento com o LIONS; Campanha de construção do Centro de Apoio à Criança com câncer de Santa Maria, Ronda da Cidadania com o Tribunal de Justiça do RS, entre outras.

[email protected]

Participação do Moto Clube Gaudérios do Asfalto

Foi então que a Associação passou a atuar também junto ao Conselho Municipal de Trânsito e se integrou à defesa civil do Município de Santa Maria. Programas específicos de combate às drogas e conscientização no trânsito foram desenvolvidos e campanhas foram colocadas em prática, principalmente, em relação à dependência química e cursos de direção defensiva para motociclistas.

Em 2004, na gestão do Sr Cleber Winckler da Silva, a Associação teve atendido o pleito, iniciado na gestão do Jeferson Marchiori (registre-se o empenho do Gaudério Jorge Carrer), de conseguir um terreno no Bairro Duque de Caxias, onde foi construída sua sede social, através de lei aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo Prefeito Municipal, Sr Valdeci Oliveira. Em 2005, novamente na gestão Jeferson Marchiori, foi inaugurada a nova sede, com um pavilhão de 130 m2, onde ocorrem semanalmente os encontros dos motociclistas dos Gaudérios, familiares e seus convidados. Melhorias continuaram a acontecer na gestão do Sr João Apel, aumentando o pavilhão e dotando a Associação de portas basculanyes, balcões, cozinha, etc.

Os encontros, consolidados como MERCOCYCLE, continuaram a ocorrer, anualmente, com o apoio necessário da Prefeitura Municipal de Santa Maria, sempre acompanhados de muito sucesso e grande aceitação da comunidade regional, tanto de motociclistas como de visitantes que apreciam o motociclismo, chegando a 12.000 pessoas, em dias do evento, disponibilizando toneladas de alimentos que são distribuídos pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania às pessoas necessitadas da comunidade.

Como está o o Moto Clube Gaudérios do Asfalto

Hoje, seguramente, os Gaudérios do Asfalto se destacam como uma das entidades de grande responsabilidade social com projetos e participações simples, mas de grande contribuição e alcance. Os Gaudérios têm sido agraciados com inúmeras homenagens e certificações, que marcaram a atuação e trajetória do grupo, em especial o troféu “CONSTRUIR” promovido pela RBS TV em 2002 às seis entidades mais atuantes da região central e “TROFÉU DESPORTIVO SANTA MARIA de 2003, 2004, 2005, 2006 e 2007”, como destaque “Entidade Social”, promovido pela Prefeitura Municipal de Santa Maria e QuilliSport, além de receber inúmeras homenagens da Câmara de Vereadores.

Em maio de 2008, através de projeto de Lei apresentado pelo Vereador Loreni Maciel, a Associação Motociclística Gaudérios do Asfalto foi declarada de Utilidade Pública, através da lei 5113/08, sancionada pelo Senhor Valdeci Oliveira – Prefeito Municipal de Santa Maria, na época.

Endereço e contato

ENDEREÇO:
Rua Visconde de Mauá, 179
Bairro Medianeira
CEP 97070-440
Santa Maria
Rio Grande do Sul – Brasil

TELEFONE:
(55) 3223 9818

E-MAILs
[email protected]
[email protected]

Site: gauderiosdoasfalto.com.br/

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Relacionados

gaudérios abutres,
encontro de motos rs,
mercocycle,
nomes para motoclube,
gauderios abutres,
como registrar um moto grupo,
gauderios do asfalto,
abutres do asfalto,
como registrar um moto clube,
galderios abutres,
mercocicle,
associação dos motociclistas do rs,
encontro motos rs,
associação motociclistas rs,
encontro de motos hoje rs,
moto santa maria,
clube da moto,
moto clube rs,
mariao motos,
abutres moto clube,
nomes gauderios,
nomes para motoclubes,
carrer,
moto clube abutres,

-#gaudériosabutres
-#encontrodemotosrs
-#mercocycle
-#nomesparamotoclube
-#gauderiosabutres
-#comoregistrarummotogrupo
-#gauderiosdoasfalto
-#abutresdoasfalto
-#comoregistrarummotoclube
-#galderiosabutres
-#mercocicle
-#associaçãodosmotociclistasdors
-#encontromotosrs
-#associaçãomotociclistasrs
-#encontrodemotoshojers
-#motosantamaria
-#clubedamoto
-#motoclubers
-#mariaomotos
-#abutresmotoclube
-#nomesgauderios
-#nomesparamotoclubes
-#carrer
-#motoclubeabutres

Indian Springfield 2016 está no Brasil

Indian Springfield 2016 está no Brasil

Indian Springfield 2016 está no Brasil
Indian Springfield 2016 está no Brasil

O começo da Indian Motorcycle no Brasil

A Indian Motorcycle chegou ao Brasil em 2015 inaugurando a 1ª concessionária no estado de São Paulo, na avenida dos Bandeirantes, 2020, posteriormente, outras lojas também foram inauguradas no país.

Considerada uma das fabricantes de motos mais tradicionais do mundo, tem como principal rival a Harley-Davidson, por isso, a nova Indian Springfield, veio para afrontar a concorrente a Harley-Davidson Road King, batendo de frente com ela.

Desde 2015 a empresa trouxe ao país alguns de seus principais modelos, como as motocicletas Indian Scout, Chieftain, Roadmaster, Chief Classic e Chief Vintage, e neste final do ano de2016 foi a vez da nova Indian Springfield, montada em Manaus.

[email protected]

O visual da Indian Springfield 2016

O visual da nova Indian Springfield é estilo clássico, inspirado nas motocicletas antigas da montadora, vem com tecnologia avançada, sistemas de auxílio ao piloto, e vários itens de série como:

  • Partida sem chave (keyless);
  • Cruise control, piloto automático;
  • Monitoramento de pressão dos pneus;
  • Malas laterais rígidas com trava por controle remoto;
  • Alarme;
  • Faróis auxiliares;
  • Plataformas traseiras com ajuste de altura e protetores laterais cromados;

Preço da Indian Springfield 2016

Na época era possível comprar a nova Indian Springfield, pois, as primeiras unidades já estão nas concessionárias brasileiras. O consumidor tem duas cores a escolher, preto brilhante que está saindo em torno de R$ 91.990, e na cor bicolor nas cores vermelho e cinza metálico que está em torno de R$ 94.990. Hoje emdia o preço está em entre R$ 65.000 e R$ 70.000.

Característica da moto

Tem suspensão dianteira telescópica com tubos de 46 mm e curso de 119 mm de dupla mola, enquanto a suspensão traseira é do tipo mono amortecedor, com 114 mm de curso, além de possibilidade de ajuste na pré-carga e na compressão.

O sistema de freios, é ABS de série, e os discos de freio são flutuantes e ventilados, com 300 mm de diâmetro, sendo dois na dianteira e 1 na traseira.

O que mais chama a atenção é o motor que a Indian Springfield tem, isso, é o que faz dela uma moto que agrada a todos, motor V2 de 1.811 cc, que oferece ao piloto 16,47 kgfm de torque, mesmo assim, a potência da moto, não é revelada pelo fabricante.

O chassi é o mesmo da linha Chief, embora mais leve, pois, não tem as carenagens na dianteira como o modelo em que foi baseado. Essa moto foi projetada para ter uma vista panorâmica perfeita bem a frente na estrada, oferece um conforto maior ao piloto e carona, com o para-brisa que segura o vento, seja num trajeto turístico ou urbano oferecendo excelente visibilidade e segurança.

Veja o vídeo do youtube.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave Relacionadas

moto indian,
indian springfield,
moto indiana no brasil,
indian motos brasil,
motos indian no brasil,
springfield brasil,
motocicletas indian,
india motos,
moto indian brasil,
motos indian brasil,

-#motoindian
-#indianspringfield
-#motoindiananobrasil
-#indianmotosbrasil
-#motosindiannobrasil
-#springfieldbrasil
-#motocicletasindian
-#indiamotos
-#motoindianbrasil
-#motosindianbrasil
-#springfieldnobrasil
-#indiannobrasil
-#indianbrasil
-#motoindia
-#springfieldriosul
-#concessionáriaindian
-#2016indianspringfield
-#motosindia
-#motodaindia


Conheça o Sem Destino Moto Clube

Conheça o Sem Destino Moto Clube

Logo da Sem destino Moto Clube

Quando surgiu o Sem Destino Moto Clube

O Sem Destino Moto Clube foi fundado, no dia 23 de agosto de 2000. Inicialmente era apenas um grupo de amigos que se reunia para conversar sobre motos e fazer jantas, tendo como presidente nos primeiros dois anos o motociclista Jhony dos Santos. Nos dois anos seguintes, assumiu a presidência Alexandre Cáceres, que conseguiu unir mais o grupo, realizando o I Marau em Duas Rodas, no dia 26 de abril de 2003 em frente ao Posto do Barão, além de criar um estatuto para a entidade.

No dia 1º de maio de 2004, ainda sob o comando de Alexandre Cáceres foi realizado o II Marau em Duas Rodas, desta vez em frente ao altar da pátria. Na sequência quem assumiu a presidência por 1 ano foi Márcio Vezaro, que em sua gestão realizou um dos maiores sonhos dos sócios da entidade, a construção de uma sede própria para os encontros semanais, além de ter realizado o nosso primeiro encontro de 3 dias, que ocorreu nos dias 18, 19 e 20 de fevereiro de 2005, na praça central de Marau.

Ainda em 2005, no dia 7 de setembro, Alex André Rigo assumiu a presidência do grupo, para ficar 2 anos no cargo, com uma enorme responsabilidade de manter o nome que até então já havia sido construído pelos demais colegas. Além de constantes melhorias na sede, e sempre tentar manter o grupo o mais unido possível, o grande desafio nos primeiros meses de presidência foi à realização do IV Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 17, 18 e 19 de Fevereiro de 2006, no Parque Municipal Lauro Riccieri Bortolon, pois mais uma vez teve-se que mudar o local do evento e havia o medo que não desse certo, mas foi um sucesso absoluto. Logo após o IV Marau em Duas Rodas o grupo já começou a trabalhar duro para a realização do V Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 2, 3 e 4 de fevereiro de 2007 consagrande de uma vez por todas o evento no Parque Municipal.

Em 23 de agosto de 2007 assume a presidência da entidade o Sr. Laércio Brocco, que logo começa a trabalhar para a realização do VI Marau em Duas Rodas, que ocorreu nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro de 2008, sendo este o maior de todos os eventos já realizados pela entidade. Para 2009 a espectativa do VII Marau em Duas Rodas é grande, a data já esta confirmada para os dias 13, 14 e 15 de Fevereiro e o pessoal do Moto Clube já está trabalhando para atingir o maior sucesso possível no evento do ano que vêm.

Como Surgiu o nome do Moto Clube

Quanto ao nome Sem Destino “surgiu meio na brincadeira, pois sempre que estávamos reunidos no posto de moto e íamos sair para algum lugar dar uma volta, nunca sabíamos para onde ir, por isso talvez do Sem Destino, “talvez o certo mesmo deveria ser “sem rumo””. Atualmente participam do grupo 15 pessoas.

Um dos principais objetivos da entidade e difundir o moto-turismo para tanto “promovemos festas em danceterias locais, almoços ou jantares para nos divertirmos com todo o grupo reunido e podermos trazer amigos motociclistas da região para cá. E o objetivo da realização do grande encontro anual é trazer lazer e divertimento gratuito a toda essa população da terra que tanto amamos, além de confraternizarmos com nossos amigos motociclistas de todos os lugares do Brasil que nos visitam neste grande evento”, destaca o presidente.,

Em 2009 assume a presidência Luiz Carlos Araldi.  o Foco principal é a relização do Marau em Duas rodas, pois o encontro está tomando uma expansão enorme, trazendo para marau gente dos mais diversos e longíncuos locais do sul do brasil.

No ano de 2011, tivemos a Experiência de realizarmos o Marau em Duas Rodas com a presença da Chuva.  No final de semana choveu sexta e sábdo sem um minuto de trégua.  Somente no domingo a tarde tivemos sol, mas mesmo assim tivemos um unorme público presente.

Tivemos a troca de diretoria aonde a presidência continua com Luiz Carlos Araldi e o Vice Presidente é Alex Rigo.  As realizações do Sem Destino Moto clube não se restringem apenas aos Encontros.  Todos os anos participamos de todos os eventos Sociais promovidos por Entidades e Secretárias Municipais.  Sempre que convidados, estamos presentes para auxiliar na melhoria do bem estar das pessoas.

Como entrar em contato com o Sem Destino Moto Clube


O clube está localizado na Rua Bento Gonçalves, 1625 na cidade de Marau no Rio Grande do Sul, o telefone do grupo é (54) 9981-8942
E-mail: [email protected] Caso queira mais informação acesse seu site www.semdestinomc.com.br/ ou sua página no facebook.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

sem destino,
sem Destino moto clube,
destino,
moto clube,
moto clube sem destino,
motoclube sem destino,
moto,
clube de moto,

-#semdestino
-#semDestinomotoclube
-#destino
-#motoclube
-#motoclubesemdestino
-#motoclubesemdestino
-#moto
-#clubedemoto

Conheça Viúva Negra do Asfalto MC

Conheça Viúva Negra do Asfalto MC

Conheça o Moto Clube Viúva Negra do Asfalto

A formação do grupo Viúva Negra do Asfalto começou em 1972, com a aquisição de minha (Silas) primeira moto, uma Yamaha Fazendeira 100cc. Em 1974 ganhei uma RD 350 (Verdadeira Viúva Negra), montada na Loja Torpedo, pelo mecânico Irineu Rosner.

Naquela época se usava jaqueta de pano “jeans”, bordada à mão. A satisfação fazia o sangue correr pelas veias.
Em 1975 foi a época da Four 750. em 1987 a Teneré 600 e hoje a GSXF 750 que já rodou 168.000 Km neste Brasil, já com a jaqueta de couro.

O grupo se orgulha de ter sido convidado pela Brigada Militar a participar da festa de 140 anos da Brigada, sendo homenageado pelos serviços prestados a comunidade e também, por ter sido homenageado pelo ARCO (Associação Riograndina de Comunicação) em 1982 pela ajuda na enchente ocorrida na cidade de Rio Grande.

A satisfação do grupo já ter rodado mais de 300.000 Km neste Brasil, Uruguai, Argentina, Chile, USA (Arizona, Texas) e no Canadá com muito prazer e orgulho, pois andar de moto é tudo.

Saudações estradeiras a todos, para mais informação acesse a pagina do facebook e entre contato com o grupo.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Relacionadas

moto viuva negra,
viuva negra moto,
moto viuva negra 750,
viúva negra moto,
moto viúva negra,
moto viúva negra 750,
rd 350 viuva negra 1974,
rd 750 viuva negra,
motos viuva negra,
viuva negra moto 750,

-#motoviuvanegra
-#viuvanegramoto
-#motoviuvanegra750
-#viúvanegramoto
-#motoviúvanegra
-#motoviúvanegra750
-#rd350viuvanegra1974
-#rd750viuvanegra
-#motosviuvanegra
-#viuvanegramoto750

Conheça o Twister Moto Clube

Conheça o Twister Moto Clube

Twister Moto Clube, conheça essa família

Conheça o Twister Moto Clube

Conheça o Twister Moto Clube, pessoas apaixonados por motos, e caso queiram entrar para o clube, novos membros são aceitos após um certo período de “conhecimento”. Afinal a aprovação de um novo membro só se dá com a unanime concordância dos membros antigos. Logo, é preciso andar conosco, como convidado, demonstrar interesse, ganhar confiança e respeito, demonstrar-se parte do nosso companheirismo e lealdade. Tudo acontece naturalmente, e novos vínculos são criados.

Este PERÍODO e aproximação é muito importante, para que a pessoa seja avaliada – mas também é uma oportunidade para que o “novato” conheça o que é um motoclube, as características, e as pessoas envolvidas. Até porque, o interesse do mesmo pode mudar e ele pode escolher outro grupo que se identifique melhor com suas idéias / estilo.

No TWISTER, não estamos PROCURANDO mais gente… Já somos um bom grupo de amigos motociclistas. E é melhor ter QUALIDADE que apenas QUANTIDADE – neste sentido, deixamos as pessoas livres pra se aproximar (ou não) de nós.

Confiança e Mérito*Motociclistico pesam bastante.

Para mais informação acesse seu site www.twistermotoclube.com.br, ou suas redes socias na página do facebook e do twitter.

Post Relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Relacionadas

twister moto clube,
twister,
moto clube,
twister moto,
moto clube twister,
nomes para moto clube
clube twister,
moto clube,
clube de moto,

-#twistermotoclube
-#twister
-#motoclube
-#twistermoto
-#motoclubetwister
-#nomesparamotoclube
-#clubetwister
-#motoclube
-#clubedemoto

Conheça a Federação dos Moto Clubes de São Paulo

Conheça a Federação dos Moto Clubes de São Paulo

Federação dos Moto Clubes de São Paulo
Federação dos Moto Clubes de São Paulo

Conheça a Federação dos Motos Clubes de São Paulo

Nos termos do seu Estatuto Social, a Federação dos Motos Clubes de São Paulo é uma entidade sem fins econômicos que tem como finalidade principal representar todas as associações de motociclistas e clubes de motociclistas do Estado de São Paulo, a ela filiados, defendendo o nome, o respeito, os direitos e os interesses dos motociclistas pertencentes aos clubes a ela filiados, perante os poderes públicos constituídos, inclusive o Poder Judiciário ou Secretarias de Estado de Governo em níveis Municipal, Estadual ou Federal, prestando assessoria na constituição de novas associações de motociclistas, bem como auxiliar, se solicitada, a resolver problemas internos de postura, conduta ou de disciplina dos associados dos seus filiados. Buscando, ainda, a conciliação e a fraternidade entre os motociclistas e as associações filiadas ou não.

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Outro objetivo importante da FMC é o de promover cursos, palestras e reuniões, destinados à educação para o trânsito, visando a segurança, mediante a formação intelectual e prática de motociclistas, através da transmissão de conhecimentos técnicos de pilotagem defensiva de motocicletas e a difusão de comportamentos de segurança.

O engrandecimento do motociclismo e dos clubes de motociclistas, também é um objetivo a ser alcançado, incentivando a realização de viagens com motocicletas, no Brasil ou no Exterior, bem como a prática dos esportes sobre motocicletas, de modo geral, e os eventos ligados ao motociclismo, criando-se, inclusive, regras de segurança e conforto para a sua realização.

Por fim, busca a Federação dos Motoclubes, incentivar, ainda, entre os seus filiados, a realização de atividades destinadas à filantropia e de ajuda às pessoas carentes ou doentes e entidades assistências com tal objetivo, além de manter cadastro das denominações utilizadas pelos clubes de motociclistas do Brasil, destinados a consulta por terceiros.

Para mais informação acesse o site federacaomc.org.br/

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chave

moto clube sp,
moto clubes em sp,
fmc motos rio do sul,
mônaco motocenter,
motoclubes sp,
clube de motoqueiros sp,
abutres mc,
clube de motos,
abutres moto clube,
moto clube abutres,
moto clube,
estatuto moto clube,

-#motoclubesp
-#motoclubesemsp
-#fmcmotosriodosul
-#mônacomotocenter
-#motoclubessp
-#clubedemotoqueirossp
-#abutresmc
-#clubedemotos
-#abutresmotoclube
-#motoclubeabutres
-#motoclube
-#estatutomotoclube

Como Montar um Lava-Rápido para Motos

Como Montar um Lava-Rápido para Motos

Você tem vontade de abrir um lava-rápido para motos?

Você gostaria de aproveitar uma oportunidade de mercado do mercado para montar um negócio de pequeno porte? Então, que tal abrir um lava rápido de motos? Este serviço é um dos mais procurados pelos motociclistas e pode oferecer boas possibilidades de lucros financeiros.

Há mais de uma década a moto é um dos meios de transportes preferidos dos brasileiros, o que se deve à praticidade que ela oferece para os funcionários das empresas fazerem as suas entregas ou mesmo para os usuários comuns que desejam escapar do trânsito e chegar com mais facilidade ao local de trabalho, sem ter que ficar horas trancado em um carro em meio ao congestionamento. As condições facilitadoras de crédito permitem que cada vez mais pessoas da classe econômica C e B invistam na compra de uma motocicleta.

Com o grande aumento de motos nas ruas passou a existir a necessidade de novos serviços para atender às carências dos motociclistas, entre eles está o de lavagem, que é de fundamental importância para manter o veículo higienizado, deixando-o com uma boa aparência e impedindo que a sujeira cause danos ao seu mecanismo de funcionamento.

lava-rápido para motos
phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Em qual lugar abrir um lava-rápido de motos?

Claro, um lava rápido de motos não pode ser aberto em qualquer local, é preciso ter demanda, por isso é mais comum encontrar em grandes centros. Contudo, existem dezenas de localidades espalhadas pelo Brasil que comportam, perfeitamente, um lava rápido de motos, sendo que sequer existe concorrência nestas localidades, o que torna o mercado ainda mais atrativo para o empreendedor no setor.

Para abrir um lava rápido de motos é necessário construir um planejamento, o que aumenta as suas chances de obter sucesso. Para te ajudar nós iremos trazer mais informações e dicas sobre como montar um lava rápido de motos. Aproveite.

Sobre o negócio de lava-rápido

Não é preciso se esforçar muito para encontrar muitas motos nas ruas, isso acontece porque este é considerado um dos veículos mais populares entre os brasileiros, pois tem um preço relativamente baixo de aquisição, é econômico e oferece muita praticidade para se deslocar, principalmente nos grandes centros urbanos. Até o final da década de 1990, a moto era considerada um artigo de luxo, mas a partir dos anos 2000 a sua aquisição se tornou mais fácil devido às possibilidades de financiamento e parcelamento, fazendo com que este meio de transporte seja cada vez mais usado.

Juntamente com o aumento do uso das motos, também cresceu a procura de acessórios e serviços exclusivos para este veículo, entre eles está o de lava rápido de motos que é essencial para mantê-las limpas e em bom funcionamento. Este veículo é de pequeno porte e necessita de uma Lavagem De Motos específica para que as suas peças não sejam danificadas, o que faz com que esta atividade seja bastante promissora e lucrativa.

O negócio de lava rápido de motos pode ser pequeno ou médio, sendo uma boa oportunidade de negócio para quem não dispõe de um capital muito alto, mas deseja investir em um empreendimento próprio. Este serviço se caracteriza por lavar os veículos, além de oferecer adicionais como enceramento, entre outros.

onde tem lava-rápido para motos

Mercado para montar um lava-rápido de motos 

O mercado para montar um lava-rápido de motos é considerado bastante promissor para os próximos anos. Segundo a Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas, na última década a venda deste tipo de veículo cresceu 309%, passando de 4 milhões para 10 milhões de unidades no Brasil, o que faz com que haja uma demanda grande de serviços exclusivos para atender às buscas dos motociclistas.

O lava rápido de motos é uma atividade que ainda está se expandindo no país, pois até algum tempo atrás este serviço era realizado no lava rápido comum de automóveis. No entanto, tendo como objetivo garantir a satisfação dos motociclistas, foi desenvolvida a limpeza exclusiva de motocicletas, usando técnicas especiais, o que abriu um novo campo de negócio e ótimos rendimentos.

É importante destacar que o lava rápido de motos ainda é um negócio pouco difundido no Brasil, o que é uma vantagem, já que o índice de concorrência é menor quando comparado a outros negócios, por isso é tão importante fazer um estudo específico da sua região e averiguar se existe demanda suficiente para a prestação do serviço.

Mercado Para Montar Um Lava Rápido de Motos 

O mercado para montar um lava rápido de motos é considerado bastante promissor para os próximos anos. Segundo a Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas, na última década a venda deste tipo de veículo cresceu 309%, passando de 4 milhões para 10 milhões de unidades no Brasil, o que faz com que haja uma demanda grande de serviços exclusivos para atender às buscas dos motociclistas.

O lava rápido de motos é uma atividade que ainda está se expandindo no país, pois até algum tempo atrás este serviço era realizado no lava rápido comum de automóveis. No entanto, tendo como objetivo garantir a satisfação dos motociclistas, foi desenvolvida a limpeza exclusiva de motocicletas, usando técnicas especiais, o que abriu um novo campo de negócio e ótimos rendimentos.

É importante destacar que o lava rápido de motos ainda é um negócio pouco difundido no Brasil, o que é uma vantagem, já que o índice de concorrência é menor quando comparado a outros negócios, por isso é tão importante fazer um estudo específico da sua região e averiguar se existe demanda suficiente para a prestação do serviço.

Como Montar Um Lava Rápido de Motos

Você se interessou por esta atividade empresarial? Para entrar para este ramo é necessário saber como estruturar o seu negócio da melhor forma possível, escolhendo com atenção desde o ponto de instalação até os equipamentos utilizados para prestar o serviço com qualidade. Acompanhe abaixo, como montar um lava rápido de motos:

1- Local Para Montar o Lava Rápido de Motos

A localização é uma questão de suma importância para obter sucesso ou fracasso em uma atividade comercial. Portanto, a sua primeira medida é fazer a escolha do local mais adequado para montar o lava rápido de motos.

O ideal é que o negócio seja instalado próximo a um grande centro urbano, em que haja a aglomeração de pessoas que pertencem à classe econômica C, que é onde se concentra o maior número de motos como meio de transporte.

Você andaria quilômetros para lavar a sua moto? Dificilmente, correto? Até porque isso iria gastar muito combustível. Levando isso em consideração, é necessário que o ponto escolhido para o negócio seja de fácil acesso para os clientes, para os funcionários e também para os fornecedores terem mais praticidade para entregar a matéria-prima.

2- Exigências Legais Para Abrir o Lava Rápido de Motos

Para abrir o lava rápido de motos é preciso atender a todas as exigências legais, pois do contrário o negócio poderá ser fechado e multado. Sendo assim, tem-se que ir até a Associação Comercial da sua cidade e solicitar a abertura da empresa, onde você terá acompanhamento para enfrentar toda a burocracia necessária.

Na sequência, é preciso ir até a prefeitura para fazer o pedido de Alvará de funcionamento, Licença Ambiental e Licença do Corpo de Bombeiros, todas as autorizações são dadas após uma inspeção no local. Também é importante tirar o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) na Secretaria da Receita Federal, fazer o cadastro na Secretaria da Fazenda Estadual para o recolhimento de impostos e o Enquadramento Sindical Patronal da categoria para garantir os direitos dos funcionários.

3- Estrutura Para Montar o Lava Rápido de Motos

O lava rápido de motos deve ser montado em um espaço com, no mínimo, 60 m², divididos entre a área de recepção e atendimento dos clientes, estacionamento para as motos que aguardam a lavagem e a área de lavagem, que tem que estar situada na parte externa, subdividindo-se em boxes, o que permite lavar mais de uma moto ao mesmo tempo.

Para fazer a lavagem das motos, o lava rápido deve contar com uma lavadora de alta pressão, um reservatório de água de 4 mil litros, uma rampa hidráulica para motocicletas, um compressor e uma xampuzeira eletrônica. Para a área de atendimento é preciso ter um balcão, um caixa e uma geladeira expositora de bebidas.

No escritório você irá precisar de mesa e cadeira, computador com internet, impressora e telefone.  Também é recomendado investir em equipamentos de proteção para os funcionários, tais como óculos, luvas e máscaras descartáveis. No total, você terá que fazer um investimento inicial médio de R$ 60.000 reais.

Os produtos utilizados para a lavagem no lava rápido de motos são especiais, ou seja, você não os encontrará nos mercados, mas apenas com fornecedores. É importante que estes produtos de limpeza são vendidos apenas para lavagens, já que tem um teor maior de concentração.

4- Equipe Para Montar o Lava Rápido de Motos

O lava rápido de motos não é um negócio de grande porte, por isso é necessário contar com uma equipe mais enxuta de funcionários, dando prioridade para as atividades mais essenciais. Você vai precisar de um auxiliar de administração para tomar conta das questões administrativas do escritório, o qual pode ser você mesmo, desde que não tenha outras funções.

Também é preciso dispor de um atendente de caixa, três lavadores de motos e um auxiliar de serviços gerais. O tamanho da equipe pode aumentar conforme o negócio prosperar e a quantidade de turnos que ele opera as suas atividades. Todos os empregados devem ser registrados na Carteira de Trabalho.

A divulgação pode ser feita através de redes sociais, anúncios em rádios, jornais e até mesmo pela panfletagem, a qual, via de regra, tem trazido excelentes resultados na divulgação nesse tipo de negócio.

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras relacionadas

curso de lavagem de motos,
nois memo lava moto,
como montar um lava rapido,
como abrir um lava rapido,
como montar um lava rápido,
curso de lava rapido,
o que precisa para montar um lava rapido,
montar lava rapido,
lavagem de motos,
como montar um lava jato,
montar um lava rapido,
lava motos sp,
o que precisa para abrir um lava rapido,
nois memo lava rapido,
curso lava rapido,

-#cursodelavagemdemotos
-#noismemolavamoto
-#comomontarumlavarapido
-#comoabrirumlavarapido
-#comomontarumlavarápido
-#cursodelavarapido
-#oqueprecisaparamontarumlavarapido
-#montarlavarapido
-#lavagemdemotos
-#comomontarumlavajato
-#montarumlavarapido
-#lavamotossp
-#oqueprecisaparaabrirumlavarapido
-#noismemolavarapido
-#cursolavarapido

Quais os problemas com gasolina vencida nas motos

Quais os problemas com gasolina vencida nas motos

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Moto com gasolina vencida

Quando a moto, permanece sem rodar há 6 meses mesmo estando com tanque cheio e, ao sair começa a falhar, pode ser devido a problemas na moto com gasolina vencida. E isto, acontece inclusive quando a moto estava sendo ligada pelo menos 3 vezes por semana, e embora a bateria pode não ter arriado, o problema pode estar na gasolina que ficou velha.

moto abandonada com gasolina vencida

E quem já ouviu falar que gasolina tem prazo de validade?

Pelo menos no Brasil, nunca houve comentários, nem matérias abrangendo o assunto, mesmo assim, técnicos no assunto afirmam que após 6 meses o combustível perde a qualidade, exceto quando está num local próprio para armazenar o produto, e infelizmente, não é dentro do tanque de uma moto.

Em vista disso, o máximo que pode considerar que a gasolina não está com a qualidade alterada, é durante os próximos 3 meses, depois de abastecida.

veja o vídeo do que acontece com gasolina velha no tanque www.youtube.com/watch?v=qSM1i12gZLQ

Quais os indícios de uma moto com gasolina vencida

  • Demora a dar partida, ou, nem pega;
  • Ao andar, falha durante o percurso o tempo inteiro;
  • Não responde prontamente nas arrancadas, engasga e dá alguns “socos”.

As motos que tem carburador e estão com a gasolina vencida, será necessário desmontar e limpar o sistema, pois, a gasolina velha vai se deteriorando formando depósitos, é como um grude que fica retido nas pequenas passagens dos giclês, essa moto, dificilmente dará a partida.

Já para as motos com carburadores que necessitam de limpeza, é aconselhável que seja levada a uma Centro Automotivo para que o serviço seja feito por um profissional, para não ter mais dor de cabeça.

quais os perigos de ter gasolina vencida dentro do tanque da moto

E as motos com injeção eletrônica?

Já as motos que tem sistemas de injeção eletrônica, também são afetadas com a gasolina vencida, mesmo assim, conseguem dar partida, mas, falham o tempo todo, a solução nesse caso é mais simples, basta retirar toda a gasolina velha do tanque, e reabastecer com aditivada.

É bom lembrar que a gasolina velha retirada do tanque deve ser armazenada em tambores próprios que existem nos postos de combustíveis, jamais devem ser despejada no esgoto, pois, embora vencida continua inflamável, e ainda, prejudica o meio ambiente.

Como evitar que a moto, fique com gasolina vencida

  • Sabendo que a moto ficará parada mais de 15 dias, encha o tanque até a boca. Dessa maneira entra menos ar houver no reservatório, e também evapora menos combustível, evitando a oxidação e o grude nos giclês;
  • Sempre que abastecer prefira gasolina aditivada, pois, tem aditivos antioxidantes que previnem o envelhecimento do combustível;
  • Quando a moto ficar mais de 2 meses parada, o melhor é nem tentar a partida. Providencie de imediato a retirada da gasolina do tanque e abasteça em seguida com aditivada;
  • A moto que tem a torneira de combustível, antes de parar a moto por um prazo indeterminado, o ideal é colocar na posição fechada e deixar o motor funcionar até apagar, dessa maneira vai secar o carburador.

Post relacionados

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Palavras Chaves:

  • #gasolinavelhanamoto
  • #quantotempoagasolinapodeficarnotanquedamoto
  • #gasolinaaditivadaemmotos
  • #gasolinaaditivadamoto
  • #colocargasolinaaditivadanamotoébom
  • #motoagasolina
  • #gasolinaaditivadaevaporamaisrapido
  • #motopequenaagasolina
  • #gasolinavelha
  • #comofuncionaatorneiradecombustiveldamoto
  • #gasolinaaditivadalimpacarburadordemoto
  • #validadedagasolina
  • #podecolocargasolinaaditivadaemmoto
  • #motodegasolina
  • #possousargasolinaaditivadanamoto
  • #motinhaagasolina
  • #validadegasolinaaditivada
  • #gasolinatemvalidade
  • #gasolinanotanquedamoto
  • #gasolinavelhanotanquedamoto
  • #gasolinanomotordamoto
  • #gasolinaaditivadamotorfalhando
  • #podeusargasolinaaditivadaemmoto
  • #validadegasolina
Conheça os EPIs (itens de segurança) para Motofrete e Motoboy.

Conheça os EPIs (itens de segurança) para Motofrete e Motoboy.

Por que usar os equipamentos de segurança?

Passou a vigorar em 2013, baseadas as resoluções nº 356 e de nº410 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) a obrigatoriedade de uso dos itens de segurança estabelecidos para os motoboy, a terem em suas motos a antena corta pipa, a proteção para os pés na lateral em volta do motor, o famoso mata cachorro, a ter um baú nas medidas já estipuladas pelo Contran, que pode ter no máximo 70 cm de altura, e com a largura equiparada ao dos retrovisores, além do uso do colete com faixas refletivas, e também a moto deve ser emplacada com placa na cor vermelha, que significa que o veículo pode trabalhar com entregas.

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

Quanto é multa da falta de equipamento de segurança

A multa prevista para os infratores que desobedecerem a lei é de R$ 127,00, mais 5 pontos na C.N.H., e em alguns casos, pode haver a apreensão da moto.

quais são os os equipamentos de segurança
quais são os os equipamentos de segurança

Existem curso para Motoboy

É obrigatório também aos motoboy,  de participarem de um curso com duração aproximada de 30 horas, afim, de regularizarem a profissão, para que possam estar aptos a trabalhar com fretes e entregas rápidas, o curso inclusive, abrange temas como ética, cidadania, legislação, e segurança sobre duas rodas.

Quais são os equipamento de segurança para os motoboys

Os equipamentos de uso obrigatórios, são para preservar ao máximo a vida dos motociclistas, e encontram-se no mercado a preços competitivos, como seguem:

  • Antena Corta Pipa o preço varia de R$ 9,90 até R$ 29,90
  • Os Baús tem preços a partir de R$ 79,90, o preço varia de acordo com o tamanho da moto e do baú que pode ser instalado nela
  • Coletes Refletivos a partir de R$ 85,00
  • Mata Cachorro a partir de R$ 300,00

Dicas de segurança

É aconselhável que os motociclistas além desse itens de segurança obrigatórios, estejam sempre equipados com capacete, jaquetas de couro, luvas de couro, e se possível calças de couro também, na falta desta, o uso da joelheira em couro reforçada, é equipamento fundamental, para o caso de simples quedas devido ao solo molhado, areia ou até mesmo óleo na pista.

Lei aprovada em julho de 2013 sobre itens de segurança

No mês de Julho de 2013, foi aprovada no Senado a lei PLS 404/2012 a qual obriga os motoqueiros, inclusive os garupas, a utilizarem coletes infláveis de proteção, ou seja, poderão pilotar as motos, usando coletes ou jaquetas infláveis com air bags, além da obrigação de usar luvar, botas, macacão ou calças, jaquetas,  todos com estruturas bem reforçadas, tudo para aumentar a segurança do motociclista, com isso, o risco de fraturas ou ferimentos seria minimizada, em casos de quedas.

Essa lei altera inclusive a lei 12.009/2009 sobre os coletes refletivos de uso obrigatório pelos Motoboy, pois, os mesmos seriam obrigados a utilizar também os coletes com air bags refletivos, só que este item deverá ser custeado pelo empregador.

Essa mesma lei pretende alterar a multa pela falta desses equipamentos obrigatórios no Código de Trânsito brasileiro, tanto pelo condutor como também pelo carona, seja considerada infração gravíssima.

Pensando no bolso do motociclista, nesse projeto também foi incluído que haja isenção de impostos sobre os produtos industrializados (IPI) e sobre imposto de importação, além de outros impostos e taxas, tudo isso visando, deixar o preço ao consumidor final, o mais baixo possível, caso contrário, será inviável a importação desse produto, e a implantação dessa lei, que tem prazo de 3 anos para entrar em vigor.

Post relacionados

Palavras Chave:

  • #coleterefletivomotoboylei
  • #epiparamotoboy
  • #epimotoboy
  • #equipamentosparamotoboy
  • #episparamotoboy
  • #epiparamotociclistalei
  • #epiparamotociclista
  • #epiparamotoqueiro
  • #jaquetamotofrete
  • #kitepiparamotociclista
  • #episparamotoqueiro
  • #qualodispositivodesegurançaexclusivodocapacetedomotoboy
  • #coletemotoboy
  • #epimotoqueiro
  • #episparamotociclistas
  • #coletedemotoboy
  • #coleterefletivomotoboy
  • #coleteparamotoboy
  • #botasdemotoboysãopaulo
  • #botasdemotoboysãopaulosãopaulo
  • #equipamentosdeproteçãoparamotociclistas
  • #epimoto
  • #coleterefletivoparamotoboy
  • #epimotociclista

Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da marca 2e4 Rodas Equipamentos Automotivos ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público.

Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito.

Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados.

Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade.

Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu PRODUTO.

Nota Completa no RODAPÉ. Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RODA DE LIGA LEVE PARA MOTO E A DE FERRO

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RODA DE LIGA LEVE PARA MOTO E A DE FERRO

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RODA DE LIGA LEVE PARA MOTO E A DE FERRO

phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)  

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RODA DE LIGA LEVE PARA MOTO E A DE FERRO

QUAL A DIFERENÇA ENTRE RODA DE LIGA LEVE PARA MOTO E A DE FERRO

Parece fácil a escolha de uma roda para a moto, pode ser de liga leve, raiada, de ferro, entre outras já que a diferença vai ser vista somente no visual! Mas, acredite, quem tem esse pensamento está equivocado, pois, não é apenas o designe da motocicleta que importa, visto que influencia diretamente na dirigibilidade da moto. E para fazer a escolha certa é preciso saber qual a diferença entre roda de liga leve para moto e a de ferro. Mesmo porque, conforme o tipo de roda que decida colocar na moto, pode aumentar ou diminuir a segurança de quem pilota e, como cair de uma moto é dois palitos, é bom ler atentamente o post até o final para ficar expert no assunto!
Vamos começar explicando que rodas de liga leve são bem diferentes das rodas de ferro, por isso mesmo, são as mais utilizadas pelas indústrias automotivas, inclusive em carros. Isso acontece, porque as rodas de liga leve são feitas de uma liga de alumínio que ajuda a reduzir o peso, razão do próprio nome, além de silício e ferro para aumentar a resistência.
Contudo, não é somente na dirigibilidade e na segurança em que as rodas de liga leve se destacam das rodas de ferro, possuem também outras vantagens, até mais específicas. Estamos nos referindo a vantagem de pesar pouco devido a densidade menor que a roda de alumínio tem, o que significa menor movimentação de massa e estabilidade na condução.
Dessa maneira, há outra enorme vantagem em ter rodas de liga leve na moto e, ainda pode aliviar o bolso do piloto. É o baixo consumo de combustível o qual é percebido já no segundo abastecimento, podendo haver uma redução de 20% em relação as rodas de ferro na mesma moto! O interessante é que embora as rodas de liga leve tenham peso menor, a resistência que apresentam é a mesma das rodas de aço.

vantagem da roda de liga leve moto