link as = "script" href = "https://cdn.ampproject.org/v0.js" rel= "preload"
phone-icon0800 642 2327          phone-iconFIXO (47) 3522-3274              whatsapp-logo-icone(47) 99978-1266          whatsapp-logo-icone(47) 98872-0320 (PEÇAS)

A FCA anuncia no próximo dia 1° de junho seus planos para os próximos anos. De acordo com a agência Bloomberg, eles passam pelo fim da produção de carros da Fiat em seu país de origem, a Itália. O grupo deixará de produzir veículos baratos e de grande volume no país.

Em outras palavras, o Panda terá sua produção transferida para a Polônia, onde já são montados o Fiat 500, Abarth 595 e os modelos da Lancia destinados ao mercado italiano.

O Fiat Punto, descontinuado no Brasil em 2017, enfim terá sua produção encerrada na Europa, assim como o Alfa Romeo Mito, derivado do hatch da Fiat.

Por que a FIAT não irá mais fabricar carros na Itália?

A FCA teria adotado esta estratégia por conta de uma velha briga com sindicatos italianos. As exigências de melhores condições não seriam acompanhadas de melhora na produtividade.

A saída para o grupo seria designar as fábricas de Turim para a produção de carros da Maserati e a de e Pomigliano para a fabricação de um SUV Jeep que será posicionado abaixo do Renegade. Enquanto isso, Melfi e Mirafiori ficariam encarregadas de um segundo SUV da Maserati.

Hoje a gama da Fiat é composta por outros modelos importados. A minivan 500L é produzida na Sérvia, enquanto o Tipo é turco e o 124 Spider é fabricado pela Mazda no Japão.

A estratégia visa a expansão da Jeep na Europa, mas tem um peso histórico. Fundada em 1899, a Fiat se tornou símbolo da indústria italiana no pós-guerra.

O pequeno e barato Fiat 500 de primeira geração fez muito sucesso nesta época, pois era o carro que os italianos podiam comprar. Agora, apenas veículos premium serão fabricados na Itália.

Fonte: quatrorodas.abril.br Acessado em 30/05/2018 ” Fiat deixará de fabricar carros na Itália ”