Inovar Auto é um Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores criado pela Lei n° 12.715/2012, válido de 2013 a 2017.

 

Quais os Objetivos principais?

 

• Criado pelo Governo Brasileiro para oferecer condições favoráveis para competitividade no setor automotivo, na produção de veículos econômicos, seguros, investir na cadeia de fornecedores, na engenharia, na tecnologia industrial básica, na pesquisa e desenvolvimento, e na capacitação de fornecedores;

• É um incentivo a concorrência por ganhos ordenados tanto na eficiência como no aumento de produtividade na classe automotiva desde a fabricação até a rede de serviços tecnológicos e de comercialização.

 

Para que servem os incentivos tributários?

 

• Os incentivos do Inovar Auto, são para novos investimentos, a fim de aumentar a tecnologia dos veículos, das peças/componentes, assim, como na segurança e eficiência energética veicular.

Qualquer empresa pode participar do Inovar Auto?

 

Somente as empresas que cumprem as metas abaixo podem participar. Confira quais são:

 

• Investimentos mínimos em P&D (inovação);

• Aumento do volume de gastos em engenharia, Tecnologia Industrial Básica (TIB) e capacitação de fornecedores;

• Produção de veículos mais econômicos;

• Aumento da segurança dos veículos produzidos.

 

Quais os Benefícios das empresas ao atingir as metas?

 

• Crédito presumido de IPI de até 30 pontos percentuais;

• Crédito presumido de IPI referente a gastos em pesquisa e desenvolvimento, e a investimentos em tecnologia industrial básica, engenharia de produção e capacitação de fornecedores;

• Já a partir de 2017 os veículos que consumiram 15,46% menos, tiveram direito a abatimento de 1 ponto percentual de IPI;

• Veículos que consumiram 18,84% menos tiveram direito a abatimento de 2 pontos percentuais de IPI.

Quais empresas participaram do Inovar Auto?

 

• Empresas que produziram veículos no país;

• Empresas que não produziram, mas comercializaram veículos no país;

• Empresas que apresentaram projetos de investimentos para produção de veículos no país;

O Programa Inovar Auto terminou no dia 31/12/2017, e apresentou 33 habilitações, 25 de fabricantes e 8 de importadores.

Inovar Auto x Rota 2030

 

O programa Inovar Auto será substituído pelo programa Rota 2030.

Na realidade deveria estar em vigência desde Janeiro/18, mas, a aprovação vem sendo adiada pelo Governo desde Agosto de 2017!

A última reunião marcada para o dia 12 de Abril de 2018 entre Governo e fabricantes de veículos ligados a Anfavea para definir o programa Rota 2030 foi cancelada mais uma vez, dessa vez devido a troca do ministro da Fazenda.

Por outro lado, o novo ministro da Fazenda Eduardo Guardia solicitou novo prazo para estudar o Rota 2030, junto ao atual ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Jorge, somente depois poderá ser aprovado.

Claro, que as agendas de executivos do setor e do Governo sempre estão apertadas para debates, aprovações e prioridades entre tantos assuntos importantes ao mesmo tempo, mas, como é de extrema importância para Anfavea, talvez não demore para definir uma data para aprovação.

O maior receio quanto ao Rota 2030, é que o Governo deixe para 2019, ou seja, para o novo presidente já que é ano de eleições a decisão de aprovar um programa tão complexo e importante como este que poderia criar grandes incentivos e boas expectativas no setor automotivo!

Os fabricantes de veículos acreditam que o Rota 2030 deva ser aprovado o mais breve possível, visto ser imprescindível para a manutenção dos investimentos e até do aumento dos gastos no país, já que as empresas pretendem manter R$ 1,5 bilhão em incentivos para pesquisa e desenvolvimento.

Dessa maneira, o governo também ganharia e muito com a arrecadação que teria um aumento de R$ 4 bilhões ao ano devido a aceleração da economia através das montadoras, refletindo em R$ 2,5 bilhões a mais nos cofres do Planalto!

Com tantos incentivos para ambos os lados, mesmo assim, o governo ainda se mostra rígido em manter as concessões fiscais resultantes do Inovar-Auto pelo receio de haver queda na arrecadação, algo que o presidente Temer tenta evitar.

 

No momento, a única certeza é que o Rota 2030 terá vigência de 15 anos, divididos em 3 períodos de 5 anos cada e terá como metas:

 

• Redução de consumo médio de 12%, igual ao Inovar-Auto;

• Obrigatoriedade na inspeção veicular em todo o Brasil;

• Inclusão de 13 novos itens de segurança;

• Regulamentação de carros híbridos e elétricos;

• Inclusão de veículos diesel na tabela do INMETRO, entre outros;

 

Por enquanto, é torcer e aguardar a aprovação!

Publicações Recentes

AgroMais

AGROMAIS + Produtos que capacitam mais de 500.000 usuáriosCurabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem. Cras ultricies ligula sed dictum porta. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur non nulla sit amet nisl tempus...

ler mais

Why will Inovar Auto be replaced by ROTA 2030?

Inovar Auto is an Incentive Program for Technological Innovation and Automation of the Automotive Vehicle Production Chain created by Law n ° 12.715 / 2012, valid from 2013 to 2017.

 

What are the main objectives?

 

• Created by the Brazilian Government to provide favorable conditions for competitiveness in the automotive sector, in the production of economic vehicles, insurance, invest in the supply chain, engineering, basic industrial technology, research and development, and supplier training;

• It is an incentive to compete for an orderly gain in both efficiency and productivity increase in the automotive class from manufacturing to the network of technology and marketing services.

 

What are tax incentives for?

 

• The incentives of Inovar Auto are for new investments, in order to increase the technology of the vehicles, of the parts / components, as well as in the safety and energy efficiency vehicular.

Can any company participate in Inovar Auto?

 

Only companies that meet the following goals can participate. Check them out:

 

• Minimum investments in R & D (innovation);

• Increase in the volume of expenses in engineering, Basic Industrial Technology (TIB) and training of suppliers;

• Production of more economical vehicles;

• Increased safety of produced vehicles.

 

What are the benefits of companies in achieving the goals?

 

• Presumed IPI credit of up to 30 percentage points;

• Presumed IPI credit related to research and development expenditures, and investments in basic industrial technology, production engineering and supplier training;

• As of 2017 vehicles that consumed 15.46% less were entitled to a reduction of 1 percentage point of IPI;

• Vehicles that consumed 18.84% less were entitled to a reduction of 2 percentage points of IPI.

Which companies participated in Inovar Auto?

 

• Companies that produced vehicles in the country;

• Companies that did not produce, but commercialized vehicles in the country;

• Companies that submitted investment projects for the production of vehicles in the country;

The Inovar Auto Program ended on 12/31/2017 and presented 33 qualifications, 25 of manufacturers and 8 of importers.

Innovate Auto x Route 2030

 

The Inovar Auto program will be replaced by the Rota 2030 program.

In fact it should have been in force since January / 18, but approval has been postponed by the Government since August 2017!

The last meeting scheduled for April 12, 2018 between Government and manufacturers of vehicles connected to Anfavea to define the Rota 2030 program was canceled once again, this time due to the change of the Minister of Finance.

On the other hand, the new Finance Minister Eduardo Guardia requested a new term to study Route 2030, next to the current Minister of Development, Industry and Foreign Trade, Marcos Jorge, only after it can be approved.

Of course, the agendas of sector executives and government are always tight for debates, approvals and priorities among so many important issues at the same time, but as it is of the utmost importance to Anfavea, it may not be long before it sets a date for approval.

The biggest fear for Route 2030 is that the Government leaves for 2019, that is, for the new president since it is the year of elections the decision to approve a program as complex and important as this one that could create great incentives and good expectations in the automotive sector

The vehicle manufacturers believe that Route 2030 should be approved as soon as possible, since it is essential for the maintenance of investments and even the increase of expenses in the country, since the companies intend to keep R $ 1.5 billion in research incentives and development.

In this way, the government would also earn and much with the collection that would have an increase of R $ 4 billion a year due to the acceleration of the economy through the automakers, reflecting in R $ 2.5 billion more in the coffers of the Plateau!

With so many incentives for both sides, the government is still stiff in maintaining Inovar-Auto’s tax concessions for fear of a drop in revenue, something President Temer is trying to avoid.

At the moment, the only certainty is that Route 2030 will run for 15 years, divided into 3 periods of 5 years each and will have as goals:

• Reduction of average consumption of 12%, equal to Inovar-Auto;

• Obligatory vehicle inspection throughout Brazil;

• Inclusion of 13 new security items;

• Regulation of hybrid and electric cars;

• Inclusion of diesel vehicles in the INMETRO table, among others;

 

For now, it’s cheering and waiting for approval!

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Inovar Auto é um Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores criado pela Lei n° 12.715/2012, válido de 2013 a 2017.

 

Quais os Objetivos principais?

 

• Criado pelo Governo Brasileiro para oferecer condições favoráveis para competitividade no setor automotivo, na produção de veículos econômicos, seguros, investir na cadeia de fornecedores, na engenharia, na tecnologia industrial básica, na pesquisa e desenvolvimento, e na capacitação de fornecedores;

• É um incentivo a concorrência por ganhos ordenados tanto na eficiência como no aumento de produtividade na classe automotiva desde a fabricação até a rede de serviços tecnológicos e de comercialização.

 

Para que servem os incentivos tributários?

 

• Os incentivos do Inovar Auto, são para novos investimentos, a fim de aumentar a tecnologia dos veículos, das peças/componentes, assim, como na segurança e eficiência energética veicular.

Qualquer empresa pode participar do Inovar Auto?

 

Somente as empresas que cumprem as metas abaixo podem participar. Confira quais são:

 

• Investimentos mínimos em P&D (inovação);

• Aumento do volume de gastos em engenharia, Tecnologia Industrial Básica (TIB) e capacitação de fornecedores;

• Produção de veículos mais econômicos;

• Aumento da segurança dos veículos produzidos.

 

Quais os Benefícios das empresas ao atingir as metas?

 

• Crédito presumido de IPI de até 30 pontos percentuais;

• Crédito presumido de IPI referente a gastos em pesquisa e desenvolvimento, e a investimentos em tecnologia industrial básica, engenharia de produção e capacitação de fornecedores;

• Já a partir de 2017 os veículos que consumiram 15,46% menos, tiveram direito a abatimento de 1 ponto percentual de IPI;

• Veículos que consumiram 18,84% menos tiveram direito a abatimento de 2 pontos percentuais de IPI.

Quais empresas participaram do Inovar Auto?

 

• Empresas que produziram veículos no país;

• Empresas que não produziram, mas comercializaram veículos no país;

• Empresas que apresentaram projetos de investimentos para produção de veículos no país;

O Programa Inovar Auto terminou no dia 31/12/2017, e apresentou 33 habilitações, 25 de fabricantes e 8 de importadores.

Inovar Auto x Rota 2030

 

O programa Inovar Auto será substituído pelo programa Rota 2030.

Na realidade deveria estar em vigência desde Janeiro/18, mas, a aprovação vem sendo adiada pelo Governo desde Agosto de 2017!

A última reunião marcada para o dia 12 de Abril de 2018 entre Governo e fabricantes de veículos ligados a Anfavea para definir o programa Rota 2030 foi cancelada mais uma vez, dessa vez devido a troca do ministro da Fazenda.

Por outro lado, o novo ministro da Fazenda Eduardo Guardia solicitou novo prazo para estudar o Rota 2030, junto ao atual ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Marcos Jorge, somente depois poderá ser aprovado.

Claro, que as agendas de executivos do setor e do Governo sempre estão apertadas para debates, aprovações e prioridades entre tantos assuntos importantes ao mesmo tempo, mas, como é de extrema importância para Anfavea, talvez não demore para definir uma data para aprovação.

O maior receio quanto ao Rota 2030, é que o Governo deixe para 2019, ou seja, para o novo presidente já que é ano de eleições a decisão de aprovar um programa tão complexo e importante como este que poderia criar grandes incentivos e boas expectativas no setor automotivo!

Os fabricantes de veículos acreditam que o Rota 2030 deva ser aprovado o mais breve possível, visto ser imprescindível para a manutenção dos investimentos e até do aumento dos gastos no país, já que as empresas pretendem manter R$ 1,5 bilhão em incentivos para pesquisa e desenvolvimento.

Dessa maneira, o governo também ganharia e muito com a arrecadação que teria um aumento de R$ 4 bilhões ao ano devido a aceleração da economia através das montadoras, refletindo em R$ 2,5 bilhões a mais nos cofres do Planalto!

Com tantos incentivos para ambos os lados, mesmo assim, o governo ainda se mostra rígido em manter as concessões fiscais resultantes do Inovar-Auto pelo receio de haver queda na arrecadação, algo que o presidente Temer tenta evitar.

 

No momento, a única certeza é que o Rota 2030 terá vigência de 15 anos, divididos em 3 períodos de 5 anos cada e terá como metas:

 

• Redução de consumo médio de 12%, igual ao Inovar-Auto;

• Obrigatoriedade na inspeção veicular em todo o Brasil;

• Inclusão de 13 novos itens de segurança;

• Regulamentação de carros híbridos e elétricos;

• Inclusão de veículos diesel na tabela do INMETRO, entre outros;

 

Por enquanto, é torcer e aguardar a aprovação!

Publicações Recentes

AgroMais

AGROMAIS + Produtos que capacitam mais de 500.000 usuáriosCurabitur arcu erat, accumsan id imperdiet et, porttitor at sem. Cras ultricies ligula sed dictum porta. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Curabitur non nulla sit amet nisl tempus...

ler mais

Why will Inovar Auto be replaced by ROTA 2030?

Inovar Auto is an Incentive Program for Technological Innovation and Automation of the Automotive Vehicle Production Chain created by Law n ° 12.715 / 2012, valid from 2013 to 2017.

 

What are the main objectives?

 

• Created by the Brazilian Government to provide favorable conditions for competitiveness in the automotive sector, in the production of economic vehicles, insurance, invest in the supply chain, engineering, basic industrial technology, research and development, and supplier training;

• It is an incentive to compete for an orderly gain in both efficiency and productivity increase in the automotive class from manufacturing to the network of technology and marketing services.

 

What are tax incentives for?

 

• The incentives of Inovar Auto are for new investments, in order to increase the technology of the vehicles, of the parts / components, as well as in the safety and energy efficiency vehicular.

Can any company participate in Inovar Auto?

 

Only companies that meet the following goals can participate. Check them out:

 

• Minimum investments in R & D (innovation);

• Increase in the volume of expenses in engineering, Basic Industrial Technology (TIB) and training of suppliers;

• Production of more economical vehicles;

• Increased safety of produced vehicles.

 

What are the benefits of companies in achieving the goals?

 

• Presumed IPI credit of up to 30 percentage points;

• Presumed IPI credit related to research and development expenditures, and investments in basic industrial technology, production engineering and supplier training;

• As of 2017 vehicles that consumed 15.46% less were entitled to a reduction of 1 percentage point of IPI;

• Vehicles that consumed 18.84% less were entitled to a reduction of 2 percentage points of IPI.

Which companies participated in Inovar Auto?

 

• Companies that produced vehicles in the country;

• Companies that did not produce, but commercialized vehicles in the country;

• Companies that submitted investment projects for the production of vehicles in the country;

The Inovar Auto Program ended on 12/31/2017 and presented 33 qualifications, 25 of manufacturers and 8 of importers.

Innovate Auto x Route 2030

 

The Inovar Auto program will be replaced by the Rota 2030 program.

In fact it should have been in force since January / 18, but approval has been postponed by the Government since August 2017!

The last meeting scheduled for April 12, 2018 between Government and manufacturers of vehicles connected to Anfavea to define the Rota 2030 program was canceled once again, this time due to the change of the Minister of Finance.

On the other hand, the new Finance Minister Eduardo Guardia requested a new term to study Route 2030, next to the current Minister of Development, Industry and Foreign Trade, Marcos Jorge, only after it can be approved.

Of course, the agendas of sector executives and government are always tight for debates, approvals and priorities among so many important issues at the same time, but as it is of the utmost importance to Anfavea, it may not be long before it sets a date for approval.

The biggest fear for Route 2030 is that the Government leaves for 2019, that is, for the new president since it is the year of elections the decision to approve a program as complex and important as this one that could create great incentives and good expectations in the automotive sector

The vehicle manufacturers believe that Route 2030 should be approved as soon as possible, since it is essential for the maintenance of investments and even the increase of expenses in the country, since the companies intend to keep R $ 1.5 billion in research incentives and development.

In this way, the government would also earn and much with the collection that would have an increase of R $ 4 billion a year due to the acceleration of the economy through the automakers, reflecting in R $ 2.5 billion more in the coffers of the Plateau!

With so many incentives for both sides, the government is still stiff in maintaining Inovar-Auto’s tax concessions for fear of a drop in revenue, something President Temer is trying to avoid.

At the moment, the only certainty is that Route 2030 will run for 15 years, divided into 3 periods of 5 years each and will have as goals:

• Reduction of average consumption of 12%, equal to Inovar-Auto;

• Obligatory vehicle inspection throughout Brazil;

• Inclusion of 13 new security items;

• Regulation of hybrid and electric cars;

• Inclusion of diesel vehicles in the INMETRO table, among others;

 

For now, it’s cheering and waiting for approval!

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Share This