Motociclista de primeira viagem

É engraçado saber que muitos jovens compram a primeira moto como impulso para não depender de caronas ou do transporte público, mas, devido ao medo de pilotar, passam meses na garagem sem usar!

No entanto, esse medo nas primeiras vezes que o piloto sente ao pilotar sozinho, sem os olhos atentos do instrutor, acredite, é normal, afinal, a prática vem com o tempo. O modo de pilotar fala muito sobre você.

Mesmo quem está indeciso se compra ou não uma moto, justamente pelo medo de pilotar, precisa lembrar das inúmeras vantagens em se ter o próprio transporte, principalmente quando se trata de moto!

O tempo que vai ganhar sem parar nos congestionamentos, a comodidade para sair, trabalhar e se divertir nas viagens, são incentivos que valem a pena superar o medo de pilotar, sem falar na economia do combustível, facilidade em estacionar em qualquer canto, tudo ao contrário dos automóveis!

Ter essas vantagens em mente, é o estímulo perfeito para superar o medo, claro, que tudo precisa ser feito com tranquilidade e acima de tudo, segurança, senão de nada adianta!

Sempre é bom lembrar que muita gente compra a moto, e como não consegue superar o medo de pilotar, desiste da ideia, e acaba se conformando em pegar diariamente trem, ônibus e metrô lotados, por isso, separamos algumas dicas do que fazer para não chegar nesse ponto:

Medo de cair

• Certamente o 1º medo de todo piloto inexperiente, é de cair, ou se acidentar, mas, com vontade e com muito cuidado, aos poucos a pilotagem começa ser natural, como dar a partida na moto, soltar a embreagem e sair;

• Acidentes podem acontecer em situações as vezes anunciadas, como passar em trechos alagados, ou, com terra na pista, óleo, alterando a aderência dos pneus da moto no chão;

• A solução para evitar quedas desse tipo é procurar outro caminho, caso não tenha alternativa é passar com muito cuidado, continuando o percurso sem abusar da velocidade, já que os pneus estão com detritos, secos ou oleosos, e devem ser lavados assim, que possível;

Seja como for, toda situação inesperada gera estresse, respire fundo e faça tudo com calma!

Conheça o peso da moto

• Pode parecer exagero, mas, outro medo que precisa ser superado é o receio que no caso da moto cair, não consiga levantá-la sozinho, para tirar esse tipo de medo, basta treinar com um amigo;

• Juntos vão colocar a moto, deitada no chão com cuidado para não riscar a lataria, para você aprender a levantá-la sozinho caso precise!

• Treine quantas vezes achar necessário, inclusive vai ajudar a descobrir o quanto pesa, caso futuramente tenha que empurrá-la sozinho por outros motivos;

 

Muito treino

• Igual a um jogador de basquete por exemplo, que treina a maior parte do tempo acertando o cesto, o piloto precisa treinar, treinar e treinar, ou seja, conheça muito bem cada comando da moto, principalmente os freios;

• Pilote devagar em ruas ou locais mais vazios, ou, com pouco movimento de veículos;

• Observe e respeite sempre as sinalizações, e aos poucos, comece a se aventurar em ruas mais movimentadas, até conseguir enfrentar os horários de pico que acontecem nas grandes cidades;

Equipamentos de segurança

• Lembre-se sempre, numa simples volta no quarteirão, podem acontecer acidentes fatais, o segredo é não se descuidar jamais, estar sempre atento aos veículos que surgem do nada, e acima de tudo, sempre usando capacete afivelado, além de luvas, jaquetas para motociclista, calçado fechado e calças jeans, chinelos jamais;

Evite realizar alterações na sua motocicleta. Ela foi projetada para apresentar o melhor desempenho. Caso venha realizar alguma modificação, faça com pessoas autorizadas. Dependendo da alteração pode gerar multas e perda da CNH.

 

Ponto Cego

• Sempre que pilotar não fique no ponto cego do motorista que vai a frente para evitar fechadas, tenha certeza que está visível para ele através pelo retrovisor;

É preciso ter confiança que vai saber agir com tranquilidade para evitar acidentes no meio do trânsito, caso ainda não se sinta pronto para enfrentar congestionamentos, não vale a pena arriscar, continue treinando em ruas menos movimentadas!

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Share This