É bom um carro na garagem pronto para sair. Infelizmente o gasto mensal com esse companheiro pesa no orçamento. É combustível, lavagens, manutenção. Mesmo assim, tem como economizar em outras partes. Basta seguir algumas dicas de como não gastar os pneus

Despesas com mecânico e na troca de peças é fundamental para a tranquilidade e segurança mesmo cuidando bem do carro. Por isso, nessa parte não tem como economizar. No entanto, aproveitando as dicas para não gastar com pneus, é uma maneira de gastar menos.

Existem várias marcas de pneus e com valores diferentes. E claro que a durabilidade varia muito entre os fabricantes, por isso, nem sempre comprar pneus mais baratos é sinônimo de bom negócio. Já que provavelmente deve durar algo em torno de 10 mil km, enquanto marcas famosas duram em média 60 mil km.

Nem é preciso dizer que tanto os pneus mais baratos como os mais caros. Se aproveitarem as dicas para não gastar com pneus, certamente vão ter a vida útil prolongada. As vezes mais que a informada pelo fabricante, portanto não custa tentar. Começando na maneira de estacionar junto ao meio-fio.

Sempre que notar que as calotas estão cheias de riscos das calçadas. É de se imaginar que o motorista está acostumado a tirar finas das guias, isto pode parecer sem importância. Mas, com o passar do tempo a lateral do pneu vai ficando cada vez mais fina e pode surgir cortes quase imperceptíveis que as vezes provocam esvaziamento do pneu.

Algumas vezes esses cortes viram bolhas que podem estourar o pneu, e com esse problema na lateral não tem mais conserto. E deve ser trocado de imediato, por isso, é que alguns modelos de pneus tem as laterais mais arredondadas. Utilizados geralmente em utilitários, ônibus, entre outros.

Quando se trata de veículos esportivos, o tipo de pneu utilizado geralmente não é o convencional. Pois, o indicado é que sejam fabricados com uma lateral especial chamada de protetor de rodas. Em inglês, flange-rib, só que devido aumentar a resistência do pneu no solo eleva o consumo de combustível. Por isso, nem sempre é uma boa opção.

Como não gastar os pneus

Muitos acidentes são causados devido aos pneus gastos demais. Esse fator cai nas costas do motorista pela irresponsabilidade em trafegar sabendo das condições desfavoráveis. Claro que o estado de ruas e estradas aumentam os riscos em 10 vezes.

E para quem tinha dúvidas. Sabia que trafegar com pneus carecas, dá multa e perde pontos na CNH? E se o carro tiver outras irregularidades pode ser apreendido?

Por que pneus carecas causam acidentes

Pneus carecas estão inutilizados, não há mais o que fazer, nem mesmo serve para se transformar num Remold. Pois a banda de rodagem que fica em contato com o solo está lisa demais. Não tem mais nenhuma aderência, ao contrário de pneus bons que ainda tem borracha com os sulcos. Responsáveis em manter o carro grudado ao chão evitando que deslize ou derrape.

Dicas para não gastar com pneus, alinhamento e balanceamento

Os pneus precisam ser calibrados a cada 15 dias no máximo e cada um deve ter a tampinha para evitar que entre sujeira. E se notar que algum esvazia mais que os outros, procure levar na borracharia para verificar o motivo do problema, pois, não é normal.

O balanceamento e o alinhamento são necessários sempre que comprar pneus novos, ou, fizer o rodízio a cada 10 mil km conforme recomendado. Já que envolvem a segurança do motorista e dos ocupantes, pois, asseguram a estabilidade do veículo ao solo e mantém firmeza nas curvas.

Para finalizar, entre as dicas para não gastar com pneus. Saiba que o pneu do carro é projetado de acordo com o modelo, portanto .Nada de trocar o aro original aconselhado pelo fabricante, assim, tem fica garantido a durabilidade dos pneus.

Share This