A manutenção do veículo começa com atenção com o radiador. Pelo menos deveria fazer parte da rotina de manutenção do veículo. Engraçado, é que poucas pessoas sabem da importância que precisam ter com o radiador do veículo, ou o que deve ser feito para prevenir avarias.

A função principal do radiador é justamente manter o arrefecimento do motor, ou seja, serve para manter o motor resfriado. Por isso, é perigoso negligenciar o cuidado em relação ao radiador, visto que não basta abastecer. É preciso que seja adicionada somente água de qualidade, então, nada de usar a água que sai da torneira pouco utilizada da garagem, pois, certamente está com resíduos de ferrugem nos canos.

 

Atenção ao radiador, o que não fazer

 

• Para que o funcionamento do radiador em seu veículo mantenha-se protegido, sempre que abastecer, utilize somente água potável. Quer dizer que ao utilizar águas menos puras, da torneira por exemplo, junto estão indo resíduos com chumbo ou outro minério no radiador, caso isso aconteça, pode oxidar a estrutura interna. Como se não bastasse, os retentores e bombas de água também podem ficar danificados.

 

Utilizando anticongelante

 

• O conhecido aditivo do radiador, que muita gente acha que serve apenas para colorir a água do reservatório, é perfeito para evitar o arrefecimento do motor. É um anticongelante derivado do Etilenoglicol, um álcool especial composto com dois grupos-OH, para evitar que as altas temperaturas danifiquem o sistema do carro. Não é preciso utilizar puro, o recomendado é um litro de fluído para cada litro de água, sendo preferencialmente etilenoglicol para diminuir os extremos de temperatura.

 

Atenção com as mangueiras

 

• A manutenção também deve ser feita no sistema de arrefecimento para que não prejudique a qualidade do motor e o desempenho do carro. É o caso das mangueiras que precisam estar em ótimas condições, mesmo porque, são as que mais problemas apresentam, assim como as bombas de água.

 

Limpeza no radiador

 

• Várias peças do carro necessitam estar limpas para perfeito funcionamento, como o radiador que precisa passar por uma revisão anual para garantir que a estrutura interna esteja intacta. É que com o passar do tempo, dependendo do tipo de água que é abastecido, pode ter acumulado resíduos. Por isso é importante sempre fazer a manutenção pois, o acúmulo leva o motor a superaquecer, fazendo o carro parar de funcionar.

 

Troca do radiador+seguro

 

• Dependendo do caso, quando o radiador apresenta sinais que está com problemas, já é tarde demais. O defeito ficou camuflado há tanto tempo que gerou danos irreparáveis nele. A única solução é o mecânico fazer a troca por um novo. Quem tem carro com seguro, pode tentar verificar com o corretor, se o tipo de seu seguro cobre esta parte. Senão, é arcar com as consequências!

• Mesmo com constantes limpezas no radiador, a qualidade do radiador pode explicar muito. Como por exemplo, quando o nível da água no reservatório é reduzido drasticamente em pouco tempo, pode ser sinal que o radiador não está cumprindo com sua função de resfriamento. Nesse caso, deve retornar a oficina mecânica e explicar o que está percebendo, para que uma verificação mais profunda seja feita, com maior atenção com o radiador.

 

Sempre manter o nível no reservatório

 

• Quando o nível estiver abaixo da marca, embora tenha sido completado com aditivo, basta que seja completado com água potável, de filtro. Mas, é bom ficar atento, pois, se o radiador e as mangueiras estiverem em perfeita ordem, o nível demora meses para baixar. Caso contrário, mecânico novamente.

 

Qual o momento de verificar a água no reservatório

 

• Em hipótese alguma, abra a tampa do reservatório enquanto o motor está quente. Muito menos ligado, pois, a água jorraria fervendo feito uma panela de pressão! Aliás, caso o ponteiro da temperatura do carro entrar no vermelho, precisa parar de imediato. Tem que esperar o carro esfriar, antes de abrir a tampa do reservatório para tentar completar. Somente depois que conseguiu esse procedimento e, notou que o ponteiro baixou, é que poderá prosseguir viagem. Caso contrário, é chamar o guincho e aguardar.

• Outro procedimento erradíssimo quando o carro chega fervendo no posto de combustível, é feito as vezes pelo frentista querendo ajudar, mas, piora tudo! É que alguns ao ver o reservatório borbulhando, acreditam que jogar água fria em cima, arrefece mais rápido! Além de não resfriar nada, como o motor está em altíssima temperatura pode rachar! Aí sim, é que o conserto vai ficar uma nota! Então, não deixe ninguém fazer tal procedimento porque o prejuízo será seu!

• A melhor hora do dia para verificar o nível da água no reservatório é pela manhã, ou, antes de ligar o carro a primeira vez no dia. O mesmo vale para verificar o nível do óleo no motor, que nesse caso, a vareta deve ser retirada e limpa num papel. Introduza novamente até o fim, retire a veja então a medição que o óleo está. Caso esteja baixo, precisa ser completado sem exageros para não ficar pingando no chão, isso, poderia parecer vazamento no motor.

Com o tempo a caixa do reservatório por ser de plástico, pode ficar com aspecto amarelado impedindo a constatação de qual o nível a água está. Como dissemos, com o carro frio, ou seja, logo pela manhã, utilize a luz do celular, retire a tampa do reservatório que deve sair com facilidade, e cheque se está no nível. Caso note que está um pouco baixo, complete com água destilada, ou do filtro.

Tendo esses cuidados o veículo jamais vai sobreaquecer! Então, mais atenção com o radiador do seu veículo.

Nota

Imagens meramente ilustrativas.

Atenção! Importante a leitura da Nota de Esclarecimento presente ao final da página.

Share This